terça-feira, 6 de abril de 2010

Puma de corrida n° 32

Os comentários é com vocês. Esse Fúria era o Chevrolet? Aquele com motor BMW era que cor? O com motor Alfa, da Camionauto do piloto Jaime Silva era vermelho, via muito quando voltava do colégio, porque passava em frente a concessionária. As vezes até entrava para xeretar junto aos mecânicos e ninguém nunca me barrou.

9 comentários:

gabriel disse...

boa noite. senhores eu que sou ainda muito jovem(45) acho que tenho um pouco de conhecimento. primeiro este famoso furia não era aquele que o jaime silva pilotavo equipado com motor lamborghini em 1970/71

Cesar Costa disse...

Motor Chevrolet quatro canecoscom o De Lamare, um royale da Equipe Bino (ou Greco) e um Puma, que nem desconfio de quem seja...

gabriel disse...

ratificando. esta foi a do vitor delamare o amarelo é um royale com lian duarte, e a gloriosa puma 1.7 de antonio gomes e jacinto tognato a prova foi vencida por Alcide e Abilio Diniz meu ex patrão do pão do açucar

Josamar disse...

12 HS de Interlagos 21/03/1971

Na foto:
84-Fúria-Chevrolet 2500:Pedro Vitor Delamare/Sílvio Montenegro.NT
22-Royale 1600:Lian A. Duarte/Tite Catapani.3º
32-Puma 1700:José A. Gomes/Jacinto Tognato.17º

Resultado:
1º-Alfa GTAm 2000:Abílio Diniz/Alcides Diniz.
2º-Alfa GTA 1840:Leonardo Campana/Ubaldo Lolli.

Abr a todos
Josamar

Alex disse...

Felipimpão, o FURIA BMW está no museu do automobilismo. Era um azul mais claro, azul calcinha parece.

Felipe Nicoliello disse...

Moçada obrigado.
Josamar,
Uma coisa nunca entendi, porque colocaram o motor Chevrolet 2500 no Fúria do Delamare ao invés do 4100? Por questões de regulamento ou por que ele perderia muito nas curvas?

jovino benevenuto coelho disse...

Em Brasilia, um dos protótipos do Luis Estêvão usava também motor opala 4 cilindros. É difícil saber o motivo, talvêz o centro de gravidade do carro ficasse melhor com um motor menor, pois o motor 6cc já havia sido bastante desenvolvidos como o opala 3800cc que o Toninho da Mata usou durante alguns anos, inclusive, ganhou uma 100 milhas aqui da cidade. Quem sabe seria por causa da capacidade volumétrica que nesta época ainda não haviam os motores 4100cc.
Jovino

Anônimo disse...

Felipe e demais,

O mais correto seria perguntar para o Toni Bianco o porque da escolha do motor 151 Chevy.

Mas basta olhar para a traseira do carro para "pescar" alguns indícios: 1. espaço - não cabe um motor comprido nesse carro, e, 2. caixa de câmbio - não sei se tinha na época caixa de câmbio que suportasse o torque de um Six Chevy.

Irineu

Felipe Nicoliello disse...

Irineu,
Por que o Fúria que participou dos 500 km de Interlagos de 1971 tinha um motor Lamborghini Miura, com 12 cilindros em V, quatro comandos de válvulas e quatro carburadores triplos Weber?
Outras: Furia/Ferrari 2.963cc (1971) e Furia/Chrysler 5.212cc (1972 a 1973) do Camillo João Christofaro, são motores grandes também, e aí?
Continuo sem saber a resposta: Por que não utilizaram o 6 cilindros Chevrolet?