sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Eventos - Noite Puma 2014

A Noite Puma 2014 realizada no Pavilhão do Anhembi no dia 9 de dezembro, organizada pelo PUMA CLUBE com apoio do Auto Show Collection contou com a presença de dezenas de Puma, apesar da chuva.
Abaixo o estande do Puma Clube com o Puma GTE 1974 ainda em restauração, do nosso amigo Maximiniano Viana Pinto (ao lado do Puma). 
 O GTE 1972 do Aimoré, do Puma Club de Jundiaí.

 O GGT do Puma Classic, que este ano completou 10 anos de restauração e 11 mil quilômetros rodados nesse tempo, a maioria deles em viagens a eventos pelo Brasil, começando no dia 21 de abril de 2004 no Paulista de Antigos, em Águas de Lindóia-SP, até o último no 10° Encontro Nacional do Puma em Curitiba-PR.
 O GTE 1976 do meu amigo Luís Devecz.
 GTE 1977 do Alexandre de Godoy Machado,  do Puma Club de Jundiaí.
 GTE 1979 do Valmir Gomes do Puma Clube.
GTS 1977 do João Sergio Ferreroni Jr., do Puma Clube.
 GTS 1980 monocromático do Paulo de Luca, do Puma Clube.
  GTS 1980 do Paulo Fernando Gasparo.
 O GTB 1975 do Odil Porto do Clube do Automóvel Antigo de Santos.



 GTS 1978 de Josiel Wagner.
 O GTS 1978 de Fabrice Seyller.

 GTE 1978 de Paulo Tadeu Garcia Cusciana, do Puma Clube.
 GTE 1975 do Halle, do Puma Clube.
 GTE 1975 do Henri Biedermann, do Puma Clube.
 GTE 1975 do Walter Ramos, do Puma Clube.
 GTS 1976, capota rígida, o último fabricado com esse modelo de capota.
 E o mais antigo da exposição, já que o Puma GT (DKW) não compareceu.
O GT 1968 do Sylvio Fujioka, do Puma Clube.

 O Puma AM4 1993 do Homero Cardoso de Andrade do Puma Clube de Jundiaí.
Abaixo os amigos Eduardo Ferreira (E) diretor do Puma Clube e Henri Biedermann, ao lado do seu Puma.
GTE Hot do Marcelo, do Puma Clube.
 O veículos que seguiram, infelizmente não estavam inscritos pelo Puma Clube e sim pelo Auto Show e com isso, não sei os dados.






 Uma vista da exposição....
 ... Com detalhes dos gêmeos Bege Alabastro.






 Gêmeos com um ano de diferença, 1974 e 1975. Por isso o 1975 tem rodas de raios do modelo de 1976, pois foi fabricado após outubro de 1975.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Puma Anfíbio

Quem disse que Puma entra água?!
A publicação é bem oportuna com a noite em que estamos tendo em São Paulo, com muitas enchentes. Agora é o sonho da maioria dos paulistanos....





As imagens foram publicadas pela Revista Rod Custom e a dica do meu amigo Rai Gaspari.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Eventos - Noite Puma 2014

No dia 9 de dezembro de 2014, terça-feira erá realizada a Noite Puma e DKW no Autoshow Collection, no PAVILHÃO DO ANHEMBI, no mesmo local onde acontece o Salão do Automóvel de São Paulo e outros eventos. 
A entrada é pelo portão 38 e para participar será necessário preencher a ficha de inscrição abaixo e enviá-la para a Eliane Weigand pelo e-mail pumaclube.sp@gmail.com até dia 7, segunda-feira.
Todos os modelos PUMA estão convidados, vamos fazer a maior festa de Natal no Anhembi!!!




quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Reportagens - CARRO etc, do jornal O Globo

Ontem, no jornal O Globo, da cidade do Rio de Janeiro, no suplemento CARRO etc, saiu uma matéria sobre o Malzoni II, o primeiro protótipo para estudos, sob encomenda da Vemag. Quem me avisou, já que moro em São Paulo-SP foi meu amigo e ex-piloto Puma, André Burity. Logo corri a uma banca de jornal que vende jornais de outros Estados. Era o último exemplar, mas para minha frustração, não tinha nada de Malzoni. Segundo o jornaleiro, os encartes não seguem para outras cidades. Não sei se isso é verdade ou fui enganado. Procurei a matéria no site do O Globo, encontrei, mas para mim não é a mesma coisa que ler sentindo o papel, olhar as imagens sobre diversos ângulos de luz, etc.
Ontem mesmo, outro amigo carioca, Carlos Zavataro, me mandou o jornal digitalizado e com outra reportagem de janeiro de 2014, o começo da excelente reportagem de Jason Vogel, que também é leitor do Puma Classic.
Abaixo a publicação de janeiro deste ano, onde Jason foca a história do Puma e de seu criador Rino Malzoni. 
Na reportagem existem duas imagens de época inéditas: Rino e família com o GT Malzoni e o Puma GTO, já com o nome de GTB na linha de produção dos Puma GTE e GTS. Explico: A fotografia é de 19 de outubro de 1973, o nome de GTO já havia sido substituído por GTB, um acordo da Puma com a GM, pois a montadora americana importava o Pontiac GTO e não aceitaria fornecer a mecânica Chevrolet se a Puma insistisse em manter a sigla GTO. Mas na imagem vemos que se trata do protótipo GTO, pois ainda tem os limpadores cruzados que nunca foram adotados no GTB. Claro que estava quase pronto, com as alterações promovidas depois do Salão do Automóvel de 1972.
Na publicação de ontem, "O primeiro rugido" tudo sobre a história do Malzoni II, como surgiu, o que fez, onde e como foi encontrado e sua restauração total.  
 Na página 3, a grande fotografia com os três modelos, que eu diria não ser uma evolução, mas sim estilos diferentes, cada qual com seu propósito. O Malzoni II com o desenho mais bonito dos três e estilo muito próximo de uma Ferrari. Não se tornou o modelo definitivo, porque o projeto era para um carro de corrida em fibra de vidro e como tal, teve que sofrer alterações e ajustes, seja para a produção ou com dados colhidos durante as corridas de 1964. O GT Malzoni, nasceu como um grande vencedor e o objetivo foi alcançado. No Puma GT o desenho remete mais a utilização do que as pistas, com linhas mais suaves e com detalhes para utilização no dia a dia, como o porta-malas, coisa que o GT Malzoni não tinha e não precisava.