terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Feliz Natal

Agradeço muito à todos que sempre prestigiaram o blog Puma Classic e desejo de coração, que todos tenham uma noite de Natal repleta de alegria e paz.
Essa é minha Árvore de Natal versão 2008, só não consegui ligar as luzinhas! Fica para o próximo ano, com muitos Puma é claro.

Reportagens (07) AM1

A única reportagem do Puma AM1 em revista de circulação nacional. A Revista Oficina Mecânica de outubro de 1988 trata do AM1, reportagem rica em detalhes e fotos. O AM1 sequência do Puma P-018, não mudou em quase nada nas primeiras unidades fabricadas, apenas as maçanetas e diâmetro das rodas traseiras. Posteriormente o tanque mudou de lugar, saindo da traseira e indo para frente, em cima da suspensão dianteira, como os Puma com motor VW.
A reportagem enviada pelo amigo Fernando Gonzaga Pinto de Curitiba, possuidor de um belo exemplar de AM1 prata, todo original.
Nessa página, no tópico PUMA MUDA DE DONO, Nivio profetiza o futuro da Puma. Uma pena ele ter indo embora e não ter conseguido concluir seu desejo.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Mais Karl Ludvigsen e Eng. Ronaldo

Quem conhece a história Puma sabe que Karl Ludvigsen fez parte dela, com muito louvor.
Recebi a mensagem do Engenheiro Ronaldo Brochado a respeito da publicação "Cultura - Livros (02)", que comunicou-se com Karl Ludvigen e me mandou a resposta. Tem uma correção da publicação a ser feita, comentada pelo Ronaldo a seguir:

Prezado Felipe,
Veja, abaixo, que Karl Ludvigsen está atento ao... 'site pumaclassic'. Não tendo objeção nenhuma e tendo, sim, encontrado velhos artigos de sua autoria e também sobre o MiniPuma, que muito divulgou.
Um grande amigo que a Puma teve, sempre lembrado pelos criativos empresários 'Milton e Newton Masteguin'. Me permita uma pequena correção:

- "A Engenharia da Puma era uma só para carros e caminhões, onde fui chefe de 1974 a 1979. Tendo entrado lá em fins de 73, como Eng. de Produto. A promoção veio com a saida do Eng. Mandel que foi chefiar o complexo departamento Controle de Qualidade da Motores Cummins (*), em Guarulhos-SP." (*) dizia-se que se comparava ao 'IPT' em alguns testes especiais, não tardamos, eu e o Milton, em fazer nossa visita, com o Eng Mandel ciceroneando-nos.
Abraço,
Ronaldo Brochado

From: Karl Ludvigsen T
o: Ronaldo Brochado Subject: RE: Your Library...Date: Sat, 20 Dec 2008 10:15:12 +0000

Thanks, Ronaldo.

I have no objection to this means of alerting people to the Library. I enjoyed look at the site with some of my old articles and good stories about the Mini-Puma!
All the best,
Karl L. Karl Ludvigsen Scoles Gate, Hawkedon Bury St Edmunds Suffolk IP29 4AU, UK
www.karlludvigsen.com

Puma GTE 1979 - Museu da Alemanha

Esse Puma GTE foi comprado pela VW AG da Alemanha para colocar no Museum Wolfsburg da VW na Alemanha. Está na área reservada ao produtos brasileiros, junto com SP2 e outros modelos produzidos pela VW do Brasil. Uma honra para nós brasileiros, um projeto nacional, uma indústria totalmente brasileira e uma imagem construída com amor e dedicação de uma grande nação, que deu importância ao Puma, para ganhar os diversos cantos do mundo.
A cor é o Verde Cactus Metálico (código 0750-4331 Glasurit).
Reparem na plaqueta rebitada em cima da caixa de ar (ventoinha) do motor.

Puma das Meninas

Rapaziada, não critiquem muito, afinal as meninas também merecem.

Puma Hot (01)

Inaugurando a seção, publicarei os Puma não são originais. Hots em estilo e mecânica, preservando a identidade Puma. Tuning em clássicos jamais.

Dia A Dia

Quem gosta usa e abaixa a capota.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Anuncio - Rodas de Antálio

Em 1975, a Scorro apresenta a nova liga para rodas: Antálio. Com diversas características melhores que o Magnésio (material até então fabricado), ganhava em custo final, resistência a conserto e o principal, não perdia o brilho como o magnésio. A única desvantagem era o peso, mas continua sendo mais leve que uma tala de ferro. A roda da propaganda abaixo, erroneamente conhecida como cruz de malta em tempos atuais, não tinha um nome significativo. O modelo era feito para furação VW, VW Passat e Chevette. Para furação Opala e Maverick, a roda tinha desenho diferente, com cinco raios.
No anuncio da Dragster de São Paulo, diversos modelos de rodas, inclusive as duas citadas e a cruz de malta verdadeira, utilizada no Puma de 1973 a 1975, como opcional de fábrica.

Cultura - Livros (02)

Recebi a notícia do meu amigo Prof. Ronaldo Brochado, ex-engenheiro da Puma Caminhões, hoje residindo em Porto Alegre:
Material geral sobre a venda da Histórica Biblioteca de Karl Ludvigsen-GB-UK
Estamos oferecendo esta oportunidade única ao meio automotivo brasileiro.
Anexamos material geral e proposta da venda da "Grande e Histórica Biblioteca Ludvigsen" - do maior escritor e consultor automotivo de todos os tempos 'Karl Ludvigsen' com o qual trabalhamos muitos anos, desde Porto Alegre-RS, sempre em assuntos automotivos gerais. Material baseado na Inglaterra, Reino Unido-UK.
Att,Ronaldo Brochado 51-2112-3472 e cel. 51-8446-2000

GTB S2 Daytona

Muito falado atualmente, esse modelo de GTB S2 não era original. A Autorizada Puma Fibrão de São Paulo fazia a modificação e vendia como modelo Daytona. Era comum na época as concessionárias de várias marcas de montadoras fazerem seus modelos especiais, assim foi a Dacon com os Passat, Sulam com os Gol e Uno, Catalbiano com a Pampa Cabine Dupla, etc.

Cultura - Livros

No final de novembro estivemos presentes no lançamento do livro "1967 O Começo de uma Paixão" escrito por Marcos Pasini, ex-engenheiro da Puma, no período de 1979 a 1982. Ele participou do TransChaco 1980 e desenvolveu o Projeto do P-016 durante dois anos, com motor AP 600 e chassis tubular. Pena que o projeto tenha sido encerrado antes da conclusão.
Marcos, um apaixonado por motos, relata em seu livro a romântica fase do motociclismo no Brasil, contando em detalhes, tudo que movimentava o mundo de duas rodas. Vale a pena conferir, principalmente para aqueles que não viveram a época e muito bom para recordar. Para adquirir o livro click aqui

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Reportagens (06)

Ao longo dos meus cinco anos de Internet, vi circular diversas vezes na rede, a famosa foto no Museu do Ipiranga ao contrário, ou seja a foto invertida. Originalmente essa foto foi feita para a reportagem de Karl Ludvigsen na Revista Motor Trend de maio de 1971. Para isso esteve no Brasil visitando a fábrica. Algumas revistas ávidas por imagens para completar matéria, publicaram a foto ao contrário, não podendo precisar se foi por pura inocência ou para evitar o direito autoral. Podemos concluir que as duas situações são válidas, porque essas publicações aconteceram depois do início da febre da Internet, onde muitos fatos e imagens são distorcidos por diversos fatores. Como a reportagem original era pouco conhecida e a paisagem do Monumento do Ipiranga já não era a mesma, a imagem invertida circulou livremente sem contestação. Como brinquei nessa ladeira com carrinho de rolemã e bicicleta, logo percebi que algo estava errado. Comentando com meu irmão, um bom observador, pode ver que a rua no meio dessa ladeira e o edifício ao fundo, estavam a direita e não a esquerda como seria o correto. Abaixo a primeira página da reportagem original.
A seguir a publicação da Old Cars de 2004, página 3 com a foto invertida.
Também uma publicação estrangeira entrou nessa, a VW Trends de abril de 2003.

Puma de amigo (25)

Em homenagem ao meu grande amigo Gustavo Cruz, carioca de nascimento, paulistano de coração, residente em Madrid, veio nos visitar nesse final de ano e matar as saudades de seu GTB 1977/78, que está em Friburgo-RJ fazendo os ajustes finais sob supervisão do papai Péricles, para o grande encontro de amanhã, depois de longos meses. Já vou avisando que o Rio de Janeiro vai sentir o poder da fera nos próximos dias. A foto acima é de Águas de Lindóia em 2007, as abaixo são atuais em Nova Friburgo-RJ.

Feras e Gatas

O "Feras e Gatas" de hoje está tudo em casa: são as minhas paixões.

Puma de Corrida (02)

Quem conhece o belo Puma tubarão?

Foto do dia

O GTS 1975 do meu amigo Marcelo "Mosca" Ribeiro de Sorocaba em perseguição.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Mini-Puma

Um projeto de 34 anos que continua bem atual. Você não compraria um carro desse se fosse vendido hoje em dia, mesmo sem mudança nenhuma?
O projeto de Milton Masteguin utilizava motor holandês DAF de dois cilindros, rodas aro 10' e carroceria com design avançado. Um recorde de desenvolvimento de projeto, para ser apresentado no Salão do Automóvel de 1974. Essa história é muito bem contada por Roberto Manera, na reportagem da Revista Quatro Rodas a seguir, click na imagem, pois vale a pena ler.
Mesmo não tendo conseguido o apoio do governo para a fabricação do Mini-Puma, a Puma não desistiu da idéia. Em 1982, uma associação com a Daihatsu, visava a fabricação do Cuore no Brasil com o nome de Mini-Puma. Para tal, a Puma precisava de um aval financeiro e mais uma vez não foi possível o sonho do carro urbano.