sexta-feira, 11 de novembro de 2011

MENOS UM - GTE amarelo

A partir de agora, os automóveis Puma modificados não entraram mais na sessão Desrespeito, eles estarão na nova série MENOS UM, uma alusão a perde de um Puma original. Os fortes colecionadores é que gostam, porque estão valorizando seus patrimônios. Quando diminui a oferta o preço aumenta. Por isso que os preços de Puma estão inflacionados, cada vez menos temos Puma original a disposição. Os modificados e tranqueiras ainda encontramos por preços baixos, isso se deve ao fato de ninguém querer. Além disso a nossa turma Puma está mais esperta, conhecendo mais, adquirindo experiência em restauração, enfim, uma evolução natural. Tudo isso graças a quem? Ao Google, porque no futuro nos canais da história irá constar AG e DG (antes e depois do Google).
Inaugurando com um GTE amarelo, que possivelmente deve estar com mecânica VW AP, motor a água, e quem sabe mais algumas coisinhas.
As imagens foram enviadas pelo meu amigo Antonio Alberti, quando chegava em casa, perto do Parque Burle Max no Panamby em São Paulo - SP. A esposa dele conseguiu prontamente fotografar o Puma com seu celular.

12 comentários:

Marcos Gagliardi disse...

Este até que está fácil de recuperar a originalidade. Claro que não vimos o interior, onde há sempre surpresas desagradáveis...
Felipe, sugiro contabilizar estes Pumas para constatação futura.

Goodtimes disse...

Lei da Oferta e da Procura...

EGO's disse...

Muitos proprietários de Puma migram para a motorização AP ou outras refrigeradas a água acreditando que o carro vai ficar mais rápido. Eu acho grande engano, a única coisa é que vai ter de vantagem um carro um pouco mais silencioso e é só (vide Puma AMV) o resto será um carro com problemas de super aquecimento e instavel em curvas. Um Puma com veneno leve: dupla Solex 40, cabeçotes rebaixados de 0,8 a 1mm e refluxados, comando P2, volante aliviado em 0,8Kg iguinição com distribuidor centifugo ou eletronica e o resto todo original com balanceamento dinamico já faz um Puma andar muito mais muito bem mesmo. Eu tive um Puma GTE 76 com esta receita e alguns Fuscas e fiz muitos Passat TS, Gol GT 1.8 e Opala 6 cil comerem poeira...

Marcio - Lajinha disse...

este camelo veio corrido da terra de KADAFFI.


KKK

Fernando Portilho disse...

Em relação aos Pumas originais e depredados, o divisor de aguas será:
AFN e DFN, antes e depois do Felipe entrar on line com todos os Pumeiros interessados em originalidade.

Dr. JMM disse...

acredito que 60 ou 70% dos pumas que "rodam" estejam, como se diz por aqui, futricados. impressionante.
Ótima idéia Felipe.
Quem sabe isso não cria um levante e a garotada passe, ao invés de estrupiar os restantes, passem a buscar sua originalidade.

Leo Gaúcho disse...

O Puma é muito fácil de alterar.
Aliás todo o carro de fibra é.Acho que depoiis do inicio deste blog e de outros também relacionados a manutenção e preservação do originais este índice caiu, mas ainda é alto.Infelizmente gosto não se discute, se lamenta!

Luby disse...

Este pessoal adora inventar, mesmo com motor ap não tinha necessidade de fazer aquilo na tampa, pra traseira ficar completa faltou o cortador de queijo item fundamental para este tipo de carro.
como dizem por ai tem gosto apara tudo..

Adão Emilio disse...

ai sim, este vamos colocar na geladeira, quem sabe um dia.
Como dizia meu velho e bom Pai,
"O engenheiro estuda 5 longos anos,
e vem um idiota e em 5 minutos muda tudo"
Pumabraço

Anônimo disse...

É uma doença, já disse, sempre tem alguem modificando um puma.

Anônimo disse...

Tenho um puma todo original menos pintura mas não acho nada errado fazer alterações em veículos ainda mais se for dentro da lei, agora errado é colocar foto de veículos dos outros com placa a mostra como é o caso e ainda mais para ser execrado,precedente para ações legais nestes casos existem.

Carlos disse...

sr, anonimo,
dá para perceber como sua opinião é importante, nas fotos se ve a placa K43 - 4301 vc pode identificar de quem é? O autor modifica a placa para não identificação e cada um fala o que pensa a respeito, se execraram é a opinião da maioria, como diz o título menos um original.