segunda-feira, 6 de setembro de 2010

GTS 1977 - Azul Vincennes

As fotos deste Puma GTS 1977 em Minas Gerais, único proprietário e parado no tempo. Quem me enviou foi meu amigo Fernando Portilho:
"As fotos que prometi do GTS 1977 (virgem), o carro está com 60 000 Km e o proprietário guarda ainda, chave reserva, manual do proprietário, livrete de revisões, carnet de financiamento de quando foi comprado "O" Km. A capota foi refeita, este foi o motivo que o Nelson (proprietário) terminou por encostar o carro. (tão ruim que ficou). O Nelson afirma que as lanternas, ele não mexeu, porém, o antigo chefe de oficina da revenda Volkswagem daqui, afirmou que foram trocadas, porque uma delas tinha uma rachadura e as novas eram diferentes, por isso trocou as duas. O restante é de fábrica."
Segundo o Fernando, o Puma já está voltando a vida. Olhando o carro reparei na cor azul e desconfiei ser o tão requisitado Azul Vincennes Metálico (código 0750-4175), até pedi ao Fernando para verificar junto ao proprietário Nelson.
Logo depois recebi um e-mail do meu amigo Paulo Reisinger, que repassou o e-mail do Alexandre:
"Paulo, para você que gosta...e quem não tem uma historia com um carro desses...
Esse carro acabou de ser restaurado, ainda está dentro do "forno".
O desafio: Achar o tal Azul Vincennes Metálico, do catálogo da PUMACOR (Combicril-Glassurit)...Porém a Glassurit 'apagou' essas cores do banco de dados.
Após contar a história toda do carro para a DuPont, eles vasculharam durante 1 mês... e encontraram uma amostra da cor, num documento de papel, não existia a formula... com a amostra fizemos aqui na Oficina, agora temos a cor Azul Vincennes metálico disponível novamente após 38 anos, é simplesmente linda. Abraço, Alexandre Uemura.

O comparativo dos dois carros:
Nitidamente a mesma cor.

22 comentários:

Goodtimes disse...

Esta tonalidade de azul lembra muito a cor que eram pintados os Renault Alpine.
Bom saber que temos mais um Puma sendo restaurado.

Aluisio disse...

Muito original mesmo este PUMA, até os pneus são da época (Pirelli cinturato CN36).

Anônimo disse...

Aqui perto de casa tinha um Puma idêntico.

Parecia estar em ordem!

Até informei p/um interessado do Classic Car Club-RS.

(Ronaldo)

smarca disse...

Meu Puma originalmente, segundo o certificado do Rossatto, era dessa cor - Azul Vincennes Metálico.

Se algum dia for re-restaura-lo talvez retorne também a cor original.

Tem como eu ter acesso à fórmula (não precisa ser amostra, claro) para guarda-la para o futuro?

Outra dúvida: as maçanetas de botão substituiram as de patinha em algum momento durante 1978? Ou, em outras palavras, os Pumas fabricados no início deste ano possuíam as maçanetas de patinha e os Pumas fabricados mais no final do ano tinham as maçanetas de botão?

Observem também o couro furadinho do volante de 2 raios. Foi o único volante Puma que saiu originalmente com este padrão de revestimento.

E as lanternas tricoloeres foram corretamente explicadas agora. Realmente eram bicolores neste ano.

Esse Puma, irmão gêmeo do meu GTS 78 vai ficar realmente lindo. A cor, embora não tenha feito muito sucesso na época, na minha opinião é diferente, exclusiva e cai muito bem num GTS.

Quando estiver pronto gostaria de ve-lo pessoalmente.

smarca disse...

Ops! Mais uma dúvida: o que é aquele furinho no paralama dianteiro?

Nesse ano os Pumas sairam com os olhos de gato também?

Aluisio disse...

Também fiquei curioso em ver este Azul pessoalmente, vou dar um "pulinho" na Oficina da Granja, fica perto de casa.

Fernando Portilho disse...

Olá Felipe,
O Pumaclassic está realmente "Bombando"!!!
Em exatas 14 horas, teve 1795 (um mil setecentos e noventa e cinco) acessos, ou 128,21 acessos por hora, breve bateremos a marca do MILHÃO, parabéns meu amigo, isto não é pra qualquer um!!!
Mudando de assunto, o Sandro diz no comentário que o certificado enviado a ele pelo Rossato, consta o nome completo da cor, Azul Vincennes Metálico.
A cor encontrada no meu GT, igual ao Puma GT 70 alvo de postagem recente (Prata Luar Metálico), no certificado consta apenas como Prata.
Será que originalmente era assim mesmo ou foi um ligeiro descuido do Rossato? (no meu caso).
A ideia inicial, mesmo antes de adquirir o GT 69, era que fosse amarelo (Fotos 4 Rodas) placa 23 23 35, que chegamos a chama-lo de Amarelo Lettry, porém como a cor se tornou "polêmica", resolvi adotar o Prata Luar, gostaria de ouvir sua opinião.
Abraço, Fernando Portilho;

Fernando Portilho disse...

Olá Felipe,
O Pumaclassic está realmente "Bombando"!!!
Em exatas 14 horas, teve 1795 (um mil setecentos e noventa e cinco) acessos, ou 128,21 acessos por hora, breve bateremos a marca do MILHÃO, parabéns meu amigo, isto não é pra qualquer um!!!
Mudando de assunto, o Sandro diz no comentário que o certificado enviado a ele pelo Rossato, consta o nome completo da cor, Azul Vincennes Metálico.
A cor encontrada no meu GT, igual ao Puma GT 70 alvo de postagem recente (Prata Luar Metálico), no certificado consta apenas como Prata.
Será que originalmente era assim mesmo ou foi um ligeiro descuido do Rossato? (no meu caso).
A ideia inicial, mesmo antes de adquirir o GT 69, era que fosse amarelo (Fotos 4 Rodas) placa 23 23 35, que chegamos a chama-lo de Amarelo Lettry, porém como a cor se tornou "polêmica", resolvi adotar o Prata Luar, gostaria de ouvir sua opinião.
Abraço, Fernando Portilho;

Sergio Tempo disse...

Ola Portilho, volta e meia vejo o livro do Rossatto, em alguns casos esta escrito por exemplo: vermelho sangue e em outros casos só vermelho, podendo ser a mesma cor, segundo o Rossatto
abs

Fernando Portilho disse...

Olá Sérgio,
Valeu o esclarecimento, o GT 69, é meu "xodó", foi uma busca de muitos anos, não quero errar em nada relacionado a ele, ou errar o mínimo possível.
Talvez seja até um cuidado excessivo, mas você que já esteve "ao vivo" com a fonte, pode me dizer como recebemos as informações.
Obrigado, Fernando Portilho

jean claude disse...

Ai que invelinha desta maravilha toda original....
E achei a cor muito bonita.
Parabéns ao feliz proprietário.

Claude Fondeville disse...

Vincennes, nome de um Chic e belo bairro na periferia de Paris. Lá há o 'Chateau de Vicennes'


Este bairro se sente feliz sendo homenageado pela Puma. RS.RS.RS.

Felipe Nicoliello disse...

Bem vamos as respostas:
Luciano,
Lembrou bem, parece o azul dos famosos Alpine de pista, só um pouco mais escuro.
Sandro,
O Alexandre já se propôs a me mandar uma chapinha com a cor pintada, aí qualquer máquina de fazer tintas (com um bom colorista) faz.
As maçanetas de patinha foram substituídas em 1978 (TENHO ABSOLUTA CERTEZA, mas em que momento do ano eu não sei, talvez o sumido do Paulo Sérgio - que desenhou as "patinhas" - possa informar.
Foi o único modelo de volante Puma que utilizou esse revestimento furadinho, mas menos furado que o revestimento que vendem hoje em dia. Esse volante saiu em 1976 2a. série e foi até meados de 1978.
Ops Sandro,
Furinho? No para-lama dianteiro? Carai você não perdoa nada, deve ser o furo da antena, que na época usava-se no para-lama, veja a foto do post anterior "Foto do dia GTE 1800 S".
Fernando,
Obrigado, chegaremos lá.
Quanto a cor registrada no Livro Puma, no começo muitas cores eram feitas na própria Puma, imitando cores dos Porsche e outros estrangeiros. No registro as vezes colocavam " amarelo mixing" ou simnplesmente amarelo. No caso do prata, o seu pode ter sido apenas prata comum, mas tinha o prata luar e isso diferenciava as duas cores. Nos Puma mais modernos:
* 1973 a 1976 1a. série adotavam as cores das montadoras nacionais com seus respectivos nomes, mas ainda tinham algumas cores mixing.
* 1976 2a. série até 1980 adotavam o catalogo PUMACOR feito pela Glasurit com seus respectivos nomes, é o caso do azul vincennes. Não tinha mais as cores mixing.
* 1981 em diante, voltou a usar o catalogo das montadoras nacionais.
Agora que estou prestes a realizar seu sonho do amarelo Lettry com uma descoberta quase certa, você resolve mudar?!
Claude,
Não tive a oportunidade de conhecer tal bairro, deve ser tão pomposo quanto o nome. É no caminho de Orly?

Anônimo disse...

Felipe,

Até pedí confirmação do q o nosso querido PS falou.

Mas tenho certeza q a projetei com o nosso "1° projetista", da Engenharia da Puma, o sempre por mim lembrado 'Odair Banin' (Rua Serra da Piedade,173):

- "...ñ lembraria seu nome se ñ tivesse cuidadosamente guardado na minha 'agenda pessoal na PUMA'!"

(achei tb o endereço do 'Pedrão do Mini Puma'!)

Ainda lembro q -com sua reconhecida inteligência!- fez com poucos detalhes ...um completo detalhamento da peça, ...no simples desenho q realizou.

No meu entender ela seria mto bem recebida, foi avaliada, etc.

Mas para 'dedos mais reforçados' deve ser mais complicado.

Uma peça mto saliente ficaria feia, criar rebaixos traria mais mão de obra de acabamento.

(Ronaldo)

Claude Fondeville disse...

Felipe, pegue a linha 1 do metro, direção Vincennes que chegarás lá !!

smarca disse...

Felipe, eu me refiro ao furinho entre a roda dianteira e o para-choque, onde normalmente fica o olho de gato.

Antena ali? Tem certeza?

Fernando Portilho disse...

Sandro,
Eu já havia percebido o "engano" do furo da antena.
Vamos perdoar o Felipe, é muita coisa pra um só!!!
O furinho, é da colocação do pisca externo (lateral) que saia no Alfa 2300 ou TI.
Moda na época, cheguei a colocar em um Corcel II
Abraço, Fernando.

Rai disse...

Não duvidando ou querendo levantar polémica da postagem, gostaria de fazer uma pergunta.
Os dois carros, o recem pintado e o sujo de poeira, são o mesmo carro???

Me parece que recem pintado é uma carroceria 76 "bunda caída". (Reparem na linha da curva do paralama traseiro) e observando a outra postagem onde o carro esta de fundo, reparem na linha da carroceria onde se prende o friso de alumínio da capota, ele tem uma elevação igual aos conversíveis 75.
Já na foto do 77 sujo de poeira ele é reto com todos GTS 78 em diante e GTC's que eu conheço.
Um abraço

Stael Alves disse...

O fato de a Dupont possuir uma amostra da cor me despertou a curiosidade em saber se tal cor fez parte de seu catalogo. Descobri que a Dupont produziu um Azul Vincennes para o Lancia Mont Carlo nos anos de 76/77, resta saber se é a mesma cor, neste papel com a amostra não tinha o código da cor? O cód. da cor do Lancia é 43033. (código dupont).

Oficina da Granja - Alexandre disse...

Na amostra tinha apenas a parte pintada e o nome Vincennes Bluet Met. escrito atrás, não me pareceu uma cor de linha...mas uma plaqueta que foi pintada para Controle de Qualidade. Fomos atras da cor pelo nome e aparência com as informações que tínhamos.
Resta agora a calibração da cor que temos com uma peça original do Puma ou até mesmo com o catálogo da Glassurit Pumacor...
Eu procurei esse catálogo até mesmo aqui perto, na Fábrica da Lobini (engenheiros ex PUMA), mas eles também não tem essa amostra lá. O Lobini-H2 está sendo finalizado com um azul perolizado muito parecido com o Vincennes...mas na "frente" é mais claro que no "ângulo"...tinha que ver com alguém se consegue essa ligação de PUMACOR original para a nossa cor atual, ou seja, falta calibração.

Alexandre Borges disse...

Amigo Felipe, estou prestes a adquirir uma puma 1971 pertencente a meu pai desde meados de 80 e a tempos que sigo seu blog e estou na dúvida quanto a cor original destes carros para os anos 71/72? Sei que sua cor original é verde. Segundos seus relatos, deve ser o verde nobre metálico, mas o amarelo mixing, cor que queria pintá-la, como conseguiria essa cor? Agradeço, Alexandre Borges, Fortaleza/ Ceará.

Felipe Nicoliello disse...

Alexandre,
A Puma nessa época não tinha catalogo próprio, utilizando cores das montadoras nacionais, apenas renomeando. Também utilizava cores Porsche e fazia formulas próprias, como o amarelo mixing, nome dado pelas fabricantes de tinta para o amarelo que serve de base para ser misturado e confeccionar variações desta cor. Difícil saber exatamente a tonalidade desse amarelo mixing, muito utilizado nos anos 1971 e 1972, mas a cor que mais se aproxima é o amarelo Cromo dos caminhões Mercedes Benz 1974/75.
Vc pode utilizar qualquer cor de montadora nacional do ano do seu carro ou ano anterior.
Vou ver se acho a formula do amarelo cromo e publico.