quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Fora de área - Lotus Elite

Lotus Elite, o carro e sua história são desconhecidos no Brasil pelo grande maioria, nem sei se existe algum exemplar em solo brasileiro. Na Edição Especial Clássicos da Quatro Rodas de 1996, uma síntese da história desse marco dos esportivos mundiais. Esse tema trago a tona, para que possamos refletir a significativa importância que damos aos nosso compatriotas. Não menos importantes que Ferdinand Porsche, Enzo Ferrari, Henry Ford, Colin Chapman, Caroll Shelby, Sir Willian Lyons, John DeLorean, entre outros, cada qual com seu estilo, momento ou história, nossos brasileiros sempre ficaram a margem da devida valorização. Imaginem se aqueles quatro rapazes da Lumimari ou aqueles gênios da engenharia da Vemag e da Gurgel tivessem vivido suas vidas profissionais na Europa? Talvez teriam tido a importância merecida pela grande massa tupiniquim. A falta de conhecimento faz com que as pessoas deixem de admirar seus ídolos caseiros, porque quando são doutores no assunto, não existe melhor no mundo.



2 comentários:

Dr. JMM disse...

Cara, vc sabe que amo os desenhos brasileiros, em especial os pumas, SP2 e o "nosso" karmann ghia.
Não ficamos devendo em nada aos nossos irmãos de outras terras, apesar de termos o dever de respeitá-los. Aliás, até carros nossos já foram copiados por "eles". Sabe da história do nosso brasinca uirapuru e o inglês Jensen Interceptor? pois é. Dito e feito.

Pedro disse...

Felipe...tocando neste ponto, fiquei super orgulhoso no meio de 2008 quando recebi a Christophorus (publicação oficial da Porsche Alemanha). Havia uma matéria de 8 páginas sobre o etanol no Brasil, a história do proalcool e reconhecimento ao fato do Brasil ter sido o unico país no mundo que foi capaz de por na pratica um combustível alternativo e renovável. Muitas fotos no interor de SP com uma Cayenne a alcool. Isto sem comentar o "olho grande" dos gringos, principalmente o irmão do ex presidente e ex governador da Florida Jeb Bush, para os programas de etanol (nos USA a gasolina tem 10% de etanol em média). Em resumo, é o mundo tirando o chapéu para um programa iniciado a 30 anos atrás e que possibilitou uma frota FLEX! Ou seja, se o pau comer no Oriente Médio, o Brasil continua rodando... é ou não de tirar o chapéu? O unico risco é faltar alcool para a Caipirinha!!!ops...