quarta-feira, 23 de junho de 2010

Puma de amigo - GTE 1978 Champagne

Um Puma GTE 1978 muito original, nunca restaurado. Sofreu ação do tempo, de uso, mas mantém a originalidade com dignidade, sem ter tido substituição de peças por outras ao gosto do proprietário, nem tão pouco qualquer tipo de adaptação. Essa jóia pertence ao meu amigo Fernando Wascheck, de Goiania. Era da família dele, depois passou por um amigo, para voltar para casa dele. No futuro será de uma linda garota, isso se eu não comprar o carro... Já estou ouvindo ela dizer: "Nunca!"
A cor o Bege Champagne Metálico (código 0750-3942 Glasurit) cai bem no modelo, deixando-o com ar sofisticado.
Seus para-choques ainda em bom estado, originais como saíram de fabrica.
As rodas mantém o polimento correto, com os raios pintados e curvos, apenas a pintura está um pouco mais escura que o cinza original. Esse modelo de roda começou em final de 1975 e foi até 1979, sendo substituídas pelas rodas de raios retos e polidos.
O volante característico dos modelos de 1976 2a. série até 1978 ...
... Assim como os instrumentos.
O painel de fibra com revestimento e tampa do porta-luvas com fecho do Opala.
O console de plástico ABS, original e em bom estado, mas a bolota da alavanca de cambio foi substituída por uma mais moderna e confortável. A original era a mesma do VW Brasília.
Os bancos originais ainda estão com o tecido de fabrica, o mesmo utilizado no Opala.
Cintos de segurança originais Puma para o ano. O carpete "cabelo de nega" preto original foi substituído pelo proprietário anterior, por um do mesmo modelo porém cinza, que prontamente será trocado, quando o Puma entrar para restauração em São Paulo, nas mãos do melhor restaurador do país.
Um detalhe que poucos aguentaram manter nas décadas seguintes ao do ano desse carro eram os espelhos. O trânsito piorou, as vias aumentaram e muitas pessoas sentiram falta de espelhos maiores, com mais visão e o espelho do lado direito. Por isso vemos muitos espelhos trocados. Hoje com a adesão a originalidade, seus proprietários "aturam" os originais em copinho e nesse caso, o Fernando também vai aturar, afinal seu outro Puma já tem os copinhos.

34 comentários:

EGO's disse...

Felipe
Impressionante carro e principalmente o estado dos bancos e preservação do painel. Concordo com o seu comentário sobre os espelhos, no meu primeiro Puma uma GTE 76(comprei em 1985) coloquei os BMW lente azul que eram moda.

Felipe Nicoliello disse...

Edson,

Se o proprietário soubesse da sua qualidade técnica no assunto autos antigos e principalmente Puma, ficaria muito honrado.

EGO's disse...

Felipe
Honra maior aminha em receber seus eleogios. Obrigado amigo!

Patrick Lopes disse...

Me perdoem a ignorância mas estava vendo a foto do interior do carro e ao lado do freio de mão tem uma outra alavanca (preta). O que seria ela?

Falta de conhecimento à parte, o carro está realmente muito bem cuidado. O interior dele (bancos, console, forração) está muito bom, difícil de ver nesse estado até mesmo alguns "restaurados".

Parabéns para o proprietário do carro.

smarca disse...

Patrick, essa alavanca é do ar-quente.

Ela comanda a abertura/fechamento, por um par de cabos que se juntam na alavanca e lá atrás estão um de cada lado conectados à válvula das muflas do LE e LD, um invólucro metálico que envolve parte do escapamento e recebe o ar sob pressão da turbina do motor e que, aquecido pelo escapamento que passa por dentro, tem seu fluxo dirigido para o interior pelas mangueiras que se conectam a tubos laterais interno até debaixo do painel.

Existe um post específico sobre este assunto aqui no blog, postado tempos atrás.

Felipe, que carro bonito e íntegro. Fiquei especialmente impressionado com o tecido dos bancos originais e em bom estado.

Sobre as rodas, tenho um comentário a fazer. Quando estava buscando os detalhes para fazer no meu GTS 78, inicialmente o Douglas, meio sumido, comentou e me enviou fotos de época onde mostrava que as rodas eram pintadas de preto. E, segundo ele, ainda por cima de preto brilhante (preto Cadillac).

Como ainda fiquei em dúvida, consegui nem lembro onde e telefonei para o Maneco em Curitiba e perguntei pra ele. Telefonei e perguntei também para o Rossatto, que não se lembrava. Mas o Maneco me respondeu exatamente assim:

"-A Puma pintava as rodas do jeito que o cliente queria. Era só pedir. Se quisesse roxo, a Puma pintava de roxo."

Perguntei em seguida de que cor eram pintadas por padrão, se o cliente não pedisse nada. Pretas, ele disse. Preto brilhante. Todas saíam pretas por padrão antes da mudança do modelo, em 79, quando passaram a sair num cinza escuro.

No meu pensamento, ocorre que ali pelos anos 70, talvez 74 ou 75, surgiu uma moda de pintar as rodas de grafite metálico e nas rodas metálicas colocava-se um sobre-aro cromado.

Lembro-me muito bem do único cara do colégio que tinha um Puma GTE 76 2a. série, verde água metálico, que ganhou 0Km de presente de Natal, menor de idade ainda. Pobre o menino, né? Pois o Puma dele, não há como esquecer pois era objeto da minha admiração e de todos, um belo dia surgiu rebaixado na frente e com as rodas pintadas de ... grafite metálico, como ele mesmo comentou na roda.

Não me lembro de que cor eram originalmente, mas me lembro deste papo na roda. Concluo então que não eram grafite metálico, mas pretas.

Como meu Puma é um GTS branco com capota preta, a combinação de rodas pretas, na minha opinião, ficaria bem legal e original, segundo estas informações que obtive na época. E foi o que fiz.

Stael Alves disse...

Felipe, achei meu ponto de referência para restauração da minha GTE 78.Essa tá realmente linda.
A minha tá descansando sob uma lona. Estou só na fase de estudos, o orçamento mal tá dando pro rango.
Deixei de comer carne pra ver se sobra um troco pro Puma.

"Que Deus me perdoe por falar essas bobagens."

smarca disse...

Tenho outra dúvida: quanto aos 3 relógios menores do painel podemos ver, na ordem da esquerda para a direita, nível de gasolina, pressão do óleo e temperatura do óleo.

Está correta esta ordem?

Pergunto porque no meu Puma depois do nível de gasolina vem, pela ordem, temperatura do óleo e na extrema direita pressão do óleo.

Será que os meus estão invertidos?

Aluisio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aluisio disse...

Belo carro, parabéns Fernando.
Só fiquei em dúvida num item. Os frisos de para-brisa e vigia, não são polidos no 78?

smarca disse...

Aluísio, o ano de 78 foi uma miscelânea, uma época de transformação, tanto ditada pela moda vigente como, a partir de 80/81 pela início da decadência da própria Puma:

- Dínamo e alternador
- Friso polido e friso preto
- Limpadores prata e limpadores preto
- Brucutu inox e brucutu plástico
- Etc.

Acho que o que vale é a combinação escolhida que deve ser harmônica:

- Dínamo, friso polido, limpadores prata, brucutu inox, etc.
- Alternador, friso preto, limpadores preto, brucutu plástico, etc.

Este Puma tem pequenos detalhes a serem revistos, mas o que impressiona nele é a integridade geral do carro.

Aluisio disse...

Entendi.
Quanto ao painel, nos meus e em várias fotos de época que vi, o marcador de temperatura, vem sempre na última posição. Mas a palavra final é do mestre Felipe, vamos aguardar.

Stael Alves disse...

Smarca
Seus instrumentos estão invertidos. Segundo o catálogo de peças, já postado aqui: (http://www.pumaclassic.com.br/2010/03/painel-puma-gte-gts-1976-77-78.html).
A ordem é, da esquerda para direita: Velocimetro, Conta-giros, Nível de combustivel, pressão do óleo, temperatura do óleo.

Mas não se preocupe não é só vc que tem painel invertido. No meu os intrumentos maiores é que estão invertidos.
Forte Abraço!!

smarca disse...

Lembrei-me agora de olhar no catálogo de peças Puma: neste Puma está correta a ordem.

No meu estão invertidos os relógios de pressão e temperatura do óleo.

Algum dia, quando arranjar vontade de me deitar debaixo do painel novamente vejo isto, verificando antes se a fiação permite que eu os retorne à posição original com a mesma fiação existente, sem emendas.

Se der eu faço a mudança, senão ficará como está.

smarca disse...

Stael, postamos juntos, hehehe.

Stael Alves disse...

Tamo em sintonia! Vamo em frente! hehehe!!

smarca disse...

Nesse meio tempo fui dar uma olhada debaixo do painel com uma lanterna.

Lugar chato de fuçar. Acho que fiquei traumatizado depois que mexi no sistema de limpadores, hehehe.

Daria para fazer, mas acho que vou deixar assim mesmo até que necessite realmente, algum dia, fazer alguma coisa por ali. Então aproveito.

Mas se pensarmos, faz sentido o marcador da pressão do óleo estar mais próximo do motorista do que o marcador da temperatura do óleo, já que oscila mais e indica uma pane mais grave de forma mais imediata do que a temperatura que demora para subir e fica ali parado praticamente.

Artur disse...

Onde será reformado este Puma? Que dito pelo Felipe "...em São Paulo, nas mãos do melhor restaurador do país."

Luby disse...

Uma raridade sem sombra de duvida..

Fernando Portilho disse...

Felipe,
Estamos aguardando o seu "veredicto" com relação a cor das rodas.
Tenho as fotos da GTS 77 aqui de Lafaiete, que nunca foi pintada, possivelmente nem polida.
Se você quiser envio as fotos.
Este carro tem as rodas pintadas em um tom de cinza médio, entre o grafite e o opalecente.
Abraço, Fernando Portilho.

Felipe Nicoliello disse...

Fernando,
É isso mesmo, um cinza médio. Pode mandar as fotos, serão muito bem aceitas, obrigado.

smarca disse...

Xiii ... será que o Maneco era daltônico?

Tomara que não tenha se confundido na época e colocado carpetes e revestimentos dos bancos de outra cor nos Pumas 0Km.

Não tem importância, no caso do meu Puma o primeiro proprietário solicitou à Puma que as rodas fossem pintadas de preto e assim foi feito.

Está original de fábrica, hehehe.

Sartei de banda!

Anônimo disse...

Belo exemplar do Wascheck, agora cuidado com esse restaurador em Sampa, o Wascheck já me pediu conselhos varias vezes sobre isso, hehehee. e aguardem o Dr JM com novidades, ih, não era pra contar..., foi mal Dr

Sergio Tempo disse...

ops, desculpe, o post anterior saiu como anonimo, mais fui eu

Dr. JMM disse...

kkk..eita sergeta, sua lingua nao cabe na boca né véio.
vc é phoda....
mas ta bem, tou preparando um lote, inclusive nos dois manuais que ´veio com ela tem uns detalhes que acredito, nem os mais estudiosos sabiam...
vou tirar um tempo pra fotografar tudinho e aproveito para em publico te agradecer pelo empenho e ajudo.
Devo ir a ctba. por esses dias, e pago toda cerveja do mundo que vc e o ranzinza do rossato derem conta de beber... ainda mais ele que ta puto comigo, que todo dia ligo querendo saber informações sobre puma..a ultima foi a do nasser que ele me pediu pra conferir...comprou uma 77 tb.
brigadão nego véio.

Luby disse...

heheheheheh Sergio e JM juntinhos hummmmmm tem gente que vai ficar com ciumes..

gabriel disse...

senhores bom dia. Que carro maravilhoso até pareçe que só tem um ano de uso pois está tudo ai a mostra tudo no lugar certo como era realmente em 1978 tudo pretinho fosco até o cinzeiro (ieta paça da discordia é preto gente e mão cromado viu) botões da acionamento das entrada de ar ao lado do radio VOLANTE DE DOIS RAIOS eita volante chato todo mundo anda atras hoje em dia nu é Felipe, até que conservado assim o bichinho é bomitinho rodas polidas e não DIAMANTADAS como muita gente anda fazendo hoje em dia. daqui a algums anos todo mundo vai achar ridiculo esse procedimento lembaram do tal neom embaixo do carro. parecia radiola de ficha suspeção dianteira no nivel certo bem altinha é so colocar graxa viu pessoal puma gosta de graxa senão a suspenção cansa e baixa há e a famosa alavanquinha da discordia que atrapalhava na hora de namorar pois atrapalhava um bocado fora que os boys da epoca não sabiam para que servia mesmo pois ela age como desembasador natural. hoje em dia ninguém sabe ainda pra que serve o ar quente nos carros e fica passando a mão no vidro quando tá chovendo e parabens para o fernando que teve sorte do destino que ela não passou para brasilia para a mão do carviseiro do dsitroto federal e virar mais um carro da barbie. um abraço para todos

Dr. JMM disse...

luby, pvc.

Artur disse...

Gabriel, o cinzeiro do meu 78 também é cromado original.

Em qual oficina será reformado este Puma?

Leo Gaúcho disse...

Zé, que historia é esta de vc e o Serjeta juntinhos??

Dr. JMM disse...

Léo e cia. PVC.

gabriel disse...

Informe importante para aqueles que estão iniciando nesta caminhada para a prservação e admiração (como eu) da puma concolor que esta cor nomeu catalogo lazzuril que eu tenho guardado desde a epoca que vendi carros da fiat e chevrolet que esta cor ela pertencia ao catalogo ford. BEGE CHAMPAGNE METALICO 78 CODIGO: 3500 Lazzuril, e que a Wolks Wagem usou em 1985 mais o tom era mais claro e a GM tambem usou em 1985 mais o tom era mais claro ainda quase um prata. um abraço a todos

Fernandok disse...

Felipe, segue resposta da Bruninha:
"Pode tirar o cavalinho da chuva, eu não vendo nunca!!!!".

Agora meu comentário:
Obrigado a todos que fizeram algum comentário sobre o carro da minha filha e Felipão já tô te mandando o carro para o melhor restaurador do Brasil deixá-lo impecável.
Abraço a todos

Fernandok disse...

O MELHOR RESTAURADOR DO MUNDO É O FELIPE NICOLIELLO!!!!!!!

Felipe Nicoliello disse...

Bem amigos do Puma Classic (plagiando o Galvão), a maioria das respostas foi dada por vocês mesmos.

Quando respondi sobre a cor da roda, foi rápida porque estava sem tempo.

Sandro,
Vc faz a originalidade do seu Puma, colhendo as informações que lhe convém. Para com isso rapá! A Puma depois de 1976 já não aceitava mais nada de modificação na linha de montagem, a fila era grande e não podiam perder tempo.
Quanto a falarem da cor das rodas isso e aquilo, muito antes de você frequentar o mundo Puma, em mensagens na Internet, citei das diferenças das rodas até 78 e após 79. O único que sabia do assunto foi o Leandro de Londrina, para o restante do pessoal, tive que tirar fotos detalhadas para entenderem as diferenças. Isso porque muitas rodas até 78 foram polidas os raios, alterando sua característica original. Se nem sabiam das diferenças entre rodas vão saber da cor? Era um cinza médio sim, conforme aparecem em fotos de catalogo.
Quanto ao instrumento de temperatura, em um motor VW o importante é a pressão, porque ele só funciona bem em alta temperatura. Já em um motor refrigerado a água, o importante é a temperatura, que não pode passar seus limites porque fundi.
Gabriel,
O cinzeiro é de inox brilhante. O cinzeiro pintado de preto era no 71 a 72 de Kombi e no 73 a 75 de Opala. A partir de 76, cinzeiro de Fusca eram todos de inox. Já não se perdia tempo de lixar o inox (pq os outros tb eram inox)e pintá-los, precisava de rapidez.
Sergeta,
Tem que ter cuidado mesmo com esse restaurador, ele não tende qualquer carro, principalmente se for azul metido a verde.
JM,
Esse Puma do Fernando também tem dois manuais e detalhes que pouca gente conhece, só não publiquei porque o .... bacana do Fernando não me mandou de novo as fotos que eu havia perdido. Aí publiquei sem elas mesmo.
Bruninha,
O dia que vc quiser vender aí quem não vai comprar sou eu. Vai ter que implorar prá mim e eu vou responder: NUNCA! rsrsrs
Saudades de você.
Fernando,
Larga mão de ser puxa-saco que não vou fazer de graça!