segunda-feira, 21 de junho de 2010

O que pensam disto? Resposta

Este é o DKW Fissore 1964 argentino. Encontrei aqui, em um site de vendas de automóveis. Pelo que diz foram fabricados apenas 68 unidades na Argentina. Olhando a frente até parece um esportivo da década de 60, mas......Olhando a lateral e traseira vemos que se trata de um sedan comportado. Internamente o estilo de um esportivo europeu.
Segundo informações recebidas pelo meu amigo Dario Faria:
" - Va el comentario de mi amigo del DKW Club:
...Respecto al Fissore, si, esta en rosario, esta en buen estado, bastante bien restaurado, tiene algunos detalles fuera de lo original, pero sacando eso esta mas bueno que muchos otros. Ahora como detalle, eso de que se hicieron 68 unidades no es asi, se hicieron 700 que no es lo mismo, Me parece que el tipo le quiere dar mas "exclusividad" que la que tiene ja!. Abrazo. Ale.
GUILLE"

11 comentários:

Sergio Tempo disse...

Felipipi. esse DKW nos lembra os DKW Malzoni, principalmente a frente e o painel, será coincidência??

Felipe Nicoliello disse...

Sergio,
Por isso publiquei. Era uma tendência ditada pela escola italiana. Sendo assim, Fissore, Malzoni, tutti i buoni gente !

Leo Gaúcho disse...

Realmente Serjeta:nos remete aos Malzoni!Eu particulamente gostei deste modelo ai das fotos!

Dr. JMM disse...

se comparado com os nossos fissore, sou mais este. se comparado com nossos malzonis, ai nem dá, sou mais eles.

Fred Guilhon disse...

Achei muito mais bonito que o nosso!

Luiz disse...

Senhores, esse é um auto union, as argolas da audi na frente são verdadeiras, ele tem versão conversível e foi feito mais de mil unidades na época, muito inspirado no ford thunderbird de 1955.

Luiz.

Felipe Nicoliello disse...

Não Luiz,
Era um DKW Fissore fabricado na Argentina. Existem outros por lá. Talvez o projeto seja baseado no Auto Union. Qto as argolas, nosso DKW também tinha, porque era a união de quatro fabricas alemãs formando a Auto Union: Horch, Audi, Wanderer e DKW. Isso em 1947 para sobreviverem no pós-guerra, com uma Alemanha destruída.

gabriel disse...

e pensar quea saab surgiu do aprimoramento deste motor três cilindros com o saab 001 o carro parecia uma joaninha

Luiz disse...

Então a fissore projetou mais de uma carroceria para os dkw, pensei ser o auto union, que tenho uma gande reportagem de Portugal sobre um modelo conversível.
grato pelo esclarecimento.

Luiz disse...

Fui gerente da melhor funilaria e pintura de fibra em Belo Horizonte, entre os anos de 1987 a 1991, chamava-se Denis pinturas e fibras. Vinham carros de fibra de todas as marcas, enviados desde a Bahia ou Brasília até Paraná. Os proprietários tinham por hábito trocar de cor seus carros, de 2 em 2 anos e no caso das Pumas, pediam a troca da frente e a traseira dos modelos com parachoques cromados. Eu já tinha visão antigomobilista e considerava uma heresia com o modelo, principalmente nos primeiros com a traseira bem baixa. Ficava ridículo. Alguns tinham ar cond. original, um luxo naqueles tempos. Veio o senhor Collor e acabou com nosso mercado de fora-de-séries.
Grato.

gabriel disse...

ele acabou com o mercado luiz porque ele mesmo disse que tinha aquilo roxo. era porque puxavam tamtom, que ele não conseguia sentar nos nossos carros fora de serie. por isso ele liberou as importações pra ter mais espaço pra sentar.