quinta-feira, 26 de março de 2009

The Puma GT in South Africa

Vídeo enviado pelo meu amigo Rinaldi: "Dá uma olhada veja se não fica com vontade de ter uma “tubarão” zero. Veja que no fim do vídeo mostra uma vermelha onde não tem a janela lateral mantendo a originalidade do desenho. Marco Rinaldi"

10 comentários:

smarca disse...

Duas coisas que me chamaram a atenção foram os freios a tambor dianteiros e o dínamo.

Qual será a plataforma e mecânica que estão utilizando para ainda ter esses itens ao invés de freios dianteiros a disco e alternador?

E o motor? Será um 1,6 litros?

GP Oficina Mecânica disse...

Quando eu vejo qualquer coisa me da uma sensação estranha, parece que perdemos um orgulho nacional para outro país.

De qualquer forma os carros são muito bem feitos....

Tambem reparei no freio a tambor nas 4 rodas, o dinamo, o carburados bem diferente do solex original, e a motorização.... opções de VW 1300, VW 1600 ou um porsche 2300. (se ouvi direito no ingles arrastado do video....)

Abraços

Carlos Eduardo Szépkúthy

Felipe Nicoliello disse...

Sandro e Carlos Eduardo,
O Jack só monta Puma com mecânica usada/revisada, não tem mais peças novas por lá. O chassis do Puma sul africano sempre foi do Fusca, desde o primeiro, porque lá fabricavam somente o VW Sedan. Por isso freio a tambor e dínamo, eles não chegaram a ter freios a disco nos Fusquinhas e quem dirá alternador, que aqui chegou no final dos anos 70. As rodas desses Puma utilizam adaptador de 5 furos para 4 furos. Mecanica Porsche eles colocam sim, depende do cliente querer ga$tar.
O Jack é simpático, converso com ele por e-mail, mas o inglês dele é estranho, pelo menos é o que diz meu tradutor oficial que foi morar perto de vc Sandro.

smarca disse...

Ué! Ele já está por aqui então?

Significa que o paizão, mais dia, menos dia, virá também por estas bandas.

Se vier, entre em contato hein?

E se for num sábado à tarde, levo você de Puma lá no Taquaral.

Cassiano disse...

Ei, Felipe, já pensou se estes caras inventam de fazer novamente o GT 4R????!!!!Mas Carlos Eduardo, eu tive a mesma sensação de perda, sensação esta que se acentuou com a morte de João Gurgel!!!

Abração a todos

Helio Herbert disse...

Alguém precisava dar valor a Puma,se ela não encontrou um caminho aquí no Brasil para sua reativação fico feliz em saber que ela continua viva como antes.

Mário Estivalét disse...

Puxa vida, dói!!!! Não consigo entender este nosso país. Puma, Gurgel, Bianco, Hofstetter (assim ?), mais uma ou duas centenas de fabricantes de foras de série, mais uns cem fabricantes de buggies, e não dá certo. Legislação para proteger as grandes, impostos, impostos, impostos, falta de apoio aos pequenos investidores/sonhadores. Em outros países se dá apoio a quem tem idéias, vontade, interesse. Aqui voce só se instala se der "uma beira" para um monte de gente, pagar um monte de impostos, e mesmo assim no mês seguinte te trucidam. Daí as nossas idéias vão para fora e lá dão certo!!!! Perdão pelo desabafo.... fui....

Felipe Nicoliello disse...

Sandro pode deixar que te ligo.

Carlos Eduardo e Cassiano, penso que essa sensação é o verdadeiro patriotismo que vcs guardam dentro de si.

Hélio, penso como vc, apesar de ter a mesma sensação dos meninos aí de cima, ainda assim fico contente em saber que a fera continua. Tanto lá como aqui, são esforços de pessoas lutadoras, não pense que o Jack tem vantagens ou apoios.

Senhor Mário, parece que o senhor não conhece bem o Brasil, afinal somos pentacampeões de futebol, diversas vezes campeões de F1, e além disso tudo, foi um brasileiro que inventou o avião e o relógio de pulso, quer mais? Cerveja, carnaval e praias, tb somos o máximo nas Ilhas New Jersey e outros paraísos fiscais.
Tá certo Marião, em reclamando quem sabe um dia a gente chega lá.

alencarlustres disse...

Amei a matéria. Sou um feliz proprietário de uma Puma GTE 1979 e não a troco por nada. E tenho muito orgulho do adesivo Made in Brazil no vidro trazeiro.

Felipe Nicoliello disse...

Alencar,
Todos temos, afinal aquele quatro rapazes, mais o grande mentor, nos deram o grande motivo desse orgulho.