sábado, 7 de março de 2009

Dacon 828

Mais conhecido como Mini-Dacon, o 828 foi um projeto revolucionário de Anísio Campos da década de 80. Por ter iniciado a fabricação na Puma e o projeto ser do grande colaborador da marca, esse notável veículo merece estar presente no Puma Classic. Esse projeto foi inovador em seu conceito, por ser destinado a um público de alta renda e ter dimensões reduzidas. O veículo era luxuoso e tinha todos os itens de conforto disponíveis em veículos grandes de luxo da época. Sua proposta era ser um segundo veículo para o dia a dia, enfrentando os problemas de congestionamentos e muita facilidade ao estacionar, mas sem perder o luxo e conforto. A proposta era excelente, mas não foi bem aceita, enfrentando um simples problema ao meu ver: a imponência. Quem tem como bancar altos preços de carros luxuosos quer impor, marcar presença e com o gracioso carrinho, jamais vai intimidar alguém e só vai marcar a lembrança do bonito desenho e provocar um belo sorriso do observador. O conceito do poder dos grandes é o que vemos nas ruas atualmente, os carros crescendo e enormes SUVs marcando seus espaços na paisagem. Nem o similar projeto do Smart conseguiu realizar o sonho de Anísio e Paulo Goulart, talvez pelo mesmo motivo.
Foram fabricados, trinta e poucos Mini-Dacon, sendo que 11 foram fabricados pela Puma. No site do Anísio Campos poderá conhecer um pouco mais do artista e o sucessor do Mini-Dacon: o Obvio!

21 comentários:

Dr. JMM disse...

O rossato tava montando duas geringonç..digo, duas reliquias destas lá. tirei fotos.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Fernando Portilho. disse...

Quando digo que o Brasil, é uma terra de Gênios(automobilísticos),quase sempre sou contestado.
Está aí, mais uma prova desta genialidade. Apesar das lanternas e rodas do 928, este é o nosso "Smart" concebido quantos anos antes da "genialidade" européia? Hoje, sucesso em todo o mundo.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
odilon disse...

esse comentario acima foi eu quem fez, apenas postei errado como anonimo

Dr. JMM disse...

Obrigado amigo Odilon, vc sempre inteligente, conhecedor, educado e corajoso. Não gaste fígado com as amebas anônimas que aparecem por aqui. Se não tem brio, nem pra dizer o nome, acha que vai ter peito pra entrar numa discussão? Faça como eu, deixe-as às moscas, afinal, as moscas às carniças.
Já falei pro Felipe proibir as bichas enrustidas que aparecem por aqui como "anônimas", que são que nem aqueles que vão nas paradas, que os caras chamam de "transex", nunca aparecem pq nao tem peito, sempre com máscaras. Nada contra a opção sexual, tudo contra quem não tem coragem de externar sua opção. Esse lance de aceitar imbecis "anônimos" vai estragar esse portal tão útil e que sempre nos auxilia.

Anônimo disse...

Sempre acompanhei a evolução do site, anônimo, jamais escrevi, mas esta é a primeira vez. O faço, como anônimo mas me identifico logo abaixo, para não ser covarde como são os medíocres como o Sr. logo acima. O Brasil é um país livre, e até onde se sabe dizer que um carro é feio não é crime, ninguém é obrigado a gostar de porcaria, como o Sr. que tem um carro desse e se comporta como se tivesse um Rolls Royce. Porcarias sempre vão ser bem vindas, ainda mais num país onde se cultua até carroças. Colega, a constituição brasileira não veda críticas, mas veda o anonimato (ou seja, veda seu comportamento). Se é tão elegante como diz (o Sr. acima), faça como eu, que apesar de não possuir uma conta do gmail ou outra exigida, o faço e me identfico, viu seu asno comedor de alfafa? E não importune mais os amantes de carros como nós, vá cultuar sua porcaria noutra freguesia.
Ass. Jesse Jaymes de Oliveira Santos
Valinhos - SP

smarca disse...

Sobre o design do Mini-Dacon, temos que levar em consideração que é algo de pouco mais de 20 anos atrás.

Para fins comparativos, deveríamos compara-lo aos outros mini carros da mesma época, em espeical os europeus e, eu garanto, eles são horríveis.

Ou seja, na sua categoria, na época em que foi feito, ele se sobressai sim.

Pena que, como tudo diferenciado e talvez justamente por isso, como os Pumas e outros de fibra dos anos 60, 70 e 80, custem muito caro e sejam de poucos.

Não porque tem que ser assim, mas porque foram concebidos para alta margem de lucro por unidade individual. A economia de produção em escala interfere sim, mas não tanto quanto a mídia histórica quer fazer que acreditemos.

E essa é a vantagem indiscutível da proposta do Smart que, embora não seja barato para sua categoria, a diferença de preço dele em relação à outros carros europeus de produção normal, alta escala e para a massa, não seja tão grande quanto era a do Mini-Dacon para, digamos, um Brasília ou um Chevette, por exemplo. Deveria ser equivalente, se fosse um bom projeto, um bom projeto urbanóide.

Então sou obrigado a acreditar que, por melhor que seja o projeto, por menos apoio governamental que tenha tido este e outros projetos similares em nosso país, tais carros foram concebidos para alta margem de lucro o que, em última análise, contraria sua própria proposta nacionalista, que também querem nos fazer acreditar.

À execeção, talvez, do Sr. Gurgel, se fosse contribuinte nos anos Puma, talvez não aprovasse que meu dinheiro fosse direcionado para uma fábrica para poucos e abastados consumidores.

Se ficamos sem fábricas nacionais, azar. Assim como ficamos sem certas indústrias de informática, nos tempos do protecionismo tupiniquim (SEI) que só serviu para drenar mais recursos do contribuinte para algumas poucas famílias já bastante abastadas, que vendiam seus computadores atrasados, faziam pesado lobby contra a pirataria de peças eletrônicas importadas melhores e mais baratas e ludibriaram a população, se enriquecendo mais ainda às custas do dinheiro desta última. Devem estar rindo até hoje, juntamente com alguns políticos que comeram pela beirada, como sempre acontece.

Anônimo disse...

O que se pode deduzir é que DR.JMM também é um anônimo. podendo-se deduzir que seria na verdade DR. João Mané Mané.

Quanto ao comentário "que são que nem aqueles" é demais para um Dr.

O anonimato é uma maneira de se expor democrática e por isso não o condeno.

Este Blog é e sempre será um Blog onde amprender nunca é demais até para os dois anônimos aprenderem a serem mais humildes.

Sobre o design do Mini-Dacon foi um carro que merece destaque para em sua época.

Sandro Melo - Caldas Novas GO.

Agnaldo Murilo disse...

Prezados, divergências à parte, trata-se de um belo projeto.O exemplar que está no Rossato (da mesma cor desse da postagem) pertence ao nosso amigo Ruy Pelini, de Curitiba, proprietário de várias outras raridades.
Grande Abraço a todos.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Felipe Nicoliello disse...

Independenete do gosto de cada um, o 828 marcou uma fase, prontamente seguida pelo Xef da Gurgel e o Art do Paulo Renha. Gostar ou não do carro ou do seu desenho é relevante, porque ninguém é dono da verdade. A verdade é dita pelos números de vendas e esses nem sempre traduzem o problema do produto quando não vendem bem. Diversos fatores podem contribuir para um mal desempenho, o desenho não é o principal, nem o único. O conjunto todo do projeto deve ter a maior parte de aprovação dos consumidores para o sucesso do automóvel. As propostas muitas avançadas para sua época podem contribuir para insucesso, por demorar mais sua assimilação e até lá, ser tarde demais.
É nessa linha de discussão que vcs deveriam comentar, sem ofensivas. Infelizmente o ataque pessoal está predominando, então sou obrigado a moderar os comentários, isso poderá levar até dois dias, pq raramente pego um computador no sábado e domingo. Não queria tomar essa atitude, mas fui obrigado.
Já fiz publicação de como postar sem ser anonimo, explicando que é só clicar na bolinha nome/url e escrever seu nome. Daqui em diante, para aqueles que não colocarem APENAS seu nome completo, o comentário não será publicado.
Fernando Portilho , Sandro Smarca e Agnaldo Murilo muito obrigado pelos seus comentários, só contribuiem para nossas análises históricas.
JM, sua opinião é sempre bem vinda,se gosta ou não temos que respeitar, mas a forma em que as vezes se expressa é com palavras "chulas", criando polêmica e nem todos gostam de ler isso, portanto vamos respeitar as opiniões dos outros também.
Odilon,sua opinião é sempre bem vinda,se gosta ou não temos que respeitar, mas para avaliar desenho e criatividade temos que levar em consideração inúmeros fatores e o principal deles é o ano do projeto e as condições encontradas naquele momento. Conhecendo esses fatores e sobre desenhos de automóveis e suas construções, podemos ver que o projeto de Anísio Campos não deixa nada a desejar com os projetos dos grandes estudios mundiais. Tanto que esse projeto foi atualizado pelo Anísio, o "Obvio!" e está prestes a ser fabricado para o mercado americano.
Sandro Melo e Jesse Jaymes de Oliveira Santos, agradeço os comentários e as constantes visitas ao blog, mas vamos deixar as rugas de lado, pois isso não leva a lugar algum e nada contribui ao nosso propósito.
Anonimos: até nunca mais.

Dr. JMM disse...

Felipe, falo como eu quiser, visto que estou num pais livre e nao sou obrigado a me portar como uma donzela ou uma dondoquinha ou do jeito que o dono do site quer. eu poderia ser covarde e entrar como "anonimo" e falar um monte de aleivosias, como faz tantos outros, ou então me identificar e ficar apenas elogiando o que vc coloca. não sou ameba e escrevo o que penso, gostando ou não. se é site só pra elogio e "pagação de pau", deveria excluir e deixar somente os elogios, como fazem os hoteis ao lhe entregar as fichas para avaliação dos serviços. Se quer um site de alto nível, exclua a opção de "anonimo" e fica tudo bem. Do contrario ou exclua os meus comentarios ou eles serao postados do jeito que escrevo, tenho opiniao e vontade própria. nao sou "vaca de presepio" pra ficar como alguns dos meus colegas, que nada tenho contra, mais que tem comportamento diferente. Sobre os ataques pessoais nao seja injusto e impulvo, ou se o for, o seja com segurança, reveja os comentarios e veja que sofreu ataque pessoal. Oe se vc descobriu a forula para atacar algum anonimo que vc preza tanto, me passe a formula, que eu quero saber. Amigo, pode ter certeza, se tiver uma materia, que na minha opiniao, merece critica a farei, e vc nao é criança pra saber quao sao construtivas as criticas ou quao são destrutivos os elogios.

Leo Gaúcho disse...

Bem, meu comentário:acredito que o projeto do carro acima citado é simplesmente fabuloso.Acredito que sim, fora um projeto a frente de seu tempo, mas convenhamos que Anísio pensou no “nosso” Smart a 20 anos atrás, ou melhor, 20 anos antes!!!Uma pena é que dependemos sempre de uma mecânica “outra” para dar andamentos aos projetos.Foi assim com todos os outros Fora de Série que existiram e sempre ficaram nas mãos da eficaz e duradoura mecânica VW.O interessante é que na Europa e América do Norte são pensadas mecânicas exclusivas, claro há exceções.Já pensou o Mini com motor dele mesmo?Putz, isso seria o máximo.Sempre admirei o Sr. Gurgel por isso, ele usou um motor VW como base, mas num projeto que se tornou inédito, embora , salvo engano, já havia esta idéia na ativa na Argentina.

Quanto aos comentários acredito que este é um canal aberto e que todas as opiniões são bem vindas.Conheço o DR JMM de longa data e sei de sua postura correta e idônea(menção ao comentário:” o sr. tem usado este espaço para falar palavrões e dizer coisas indecorosas, com certeza não é e não será nunca um Doutor.anti etico como sempre.”)

Dr. JMM acredito que vc deva fazer sim seu comentários, se não gostou do carro sua opinião será respeitada e bem vinda.

Sr. Anônimo, me surpreende uma resposta sua neste tom reeprendedor.Acredito que vc deveria esboçar um “retruque” a fim de convencer o nobre amigo Dr. JMM do espetacular projeto que foi e é o Mini Dacon; do que ele representou na historia da industria automobilística brasileira e do que a idéia representa na industria mundial até por que vc tem um, não???

(pausa para pensar.)

Anísio Campos simplesmente dispensa comentários, ele é o cara; questionar, gostar ou não gostar dos seus projeto é um direito de cada um e também o dever de cada um respeita-lo.Será que todos gostam da arquitetura de Neymaier???

Postura crítica todos devem ter, resposta vagas não Sr. Anônimo.O interessante é que sobre o assunto, realmente, vc teve apenas a audácia ou desprazer de dizer que tem um!!!Eu seria o primeiro a te perguntar:”Vc tem um, que legal, faz qtos Km/l?; anda rápido mesmo?(...desculpe, se o Felipe estivesse com o Aston Martin ou Lotus Spirit teria mais facilidade para alcançá-lo!!!007!!!rsrsrsrs);o aceso interno é fácil?; mas sinceramente vc não dá abertura pra isso.Concluo portanto que vc está aí só para “piraçar”!(esta palavra é chula???).

Felipe, é simplesmente uma lástima vc precisar moderar os comentário.Sinto em ter que falar isso pois eu acompanho assiduamente este blog; a cada hora entro e vejo se há algum comentário, assunto novo... eu gosto disso, eu gosto de Puma.Todo este processo, como vc bem disse vai levar mais tempo em virtude de atualizações e vai tomar mais seu tempo pois o acompanhamento deverá ser mais ativo.E mais, é uma lástima verificar que os campeões de postagem em seu blog são justamente duas em que houveram comentários do Sr Anônimo e que destes comentário não acrescentaram nada mais ao texto ou matéria a que se referiam.Realmente uma pena.

Dr. JMM disse...

Amigo Léo, obrigado pelas palavras elogiosas. Tinha decidido (e mantenho) a decisão de JAMAIS tecer comentário neste site, ainda mais depois das palavras do proprietário do site, ditas linhas adrede. Entrementes, me sinto na obrigação de fazer esta derradeira, sobretudo para agradecer-lhe pela solidariedade e sobretudo pelas palavras acalentadoras. É verdade! Somos (eu e vc) certamente os participantes mais assíduos desse site. Não deixarei de gostar de antigos, sobretudo de pumas, simplesmente pelo fato de não mais comentar. Tenho verdadeira antipatia por qualquer forma de anonimato. Como advogado sei dos estragos que essa forma rudimentar e artificiosa pode causar, entretanto, o mais fácil é vir "pregar lição de moral de cueca", ao dizer que sou quem começa as rusgas. Analisando bem, percebe-se que não proferi nenhuma palavra "chula", como disseram, entretanto fui tachado de "grosso". E sou mesmo, mas JAMAIS ANÔNIMO. Como visto adrede, não fiz NENHUM comentário sobre o MINI, aliás, somente disse, de forma brincalhona que tinha visto um carro desse no Rossato, e vc, o Felipe, e os demais tem fotos desse carro comigo do lado. Entretanto, DE NOVO, um CERTO ANÔNIMO, QUE SABEMOS BEM QUEM É, achou por bem, escondido sobre a proteção "do anonimato" iniciar uma série de achaques, como da outra vez. Agora, meus comentários são alvos de "patrulhamento ideológico". Mas não preciso disso. Comentava para ajudar a manter mais vivaz este site. Mas vejo que aqui tem pouco glória para muito guerreiro, sobretudo, os ANÔNIMOS. Desta forma, recolho-me a minha insignificância de deixo o espaço para ser ocupado pelos cultos, os lords "ANÔNIMOS" que só usam palavras polidas e submissas ao proprietário do site.
E tenho dito, enquanto os cães ladram, a carruagem passa.

Felipe Nicoliello disse...

José Maria Morais,
Primeiro EU disse que ninguém mais vai publicar o comentário como anonimo, pois leio o comentário primeiro e autorizo se eu quiser, senão irá para o lixo. Portanto não estou privilegiando os anonimos, e vc vem aqui destorcer minhas palavras. Poderia simplesmente não autorizar esse seu comentário, mas não quiz usar do meu previlégio e lhe dei o direito de resposta, publicando-a.
Segundo, as palavras chulas que vc escreve não necessariamente são palavras de baixo calão, mas procuram cutucar algo ou alguma coisa, mexendo com o brios das pessoas, que nem sempre gostam de brincadeiras, independente de serem anonimos ou não.
Não concordo com o anonimato, nem com ironias ou ofensas. Se vc simplesmente quisesse mostar sua opinião, falaria que achava feio o carro e não o que vc fez, chamando-o de geringonça, humilhando os proprietários, os admiradores e o seu criador. Vc gostaria que chamasse seu KG de geringonça? Vc poderia tê-lo chamado de feio, mas geringonça jamais. Gerigonça é sinonimo de coisa porcaria, mal feita, etc., e não coisa feia.
No Fusca Classic vc criou uma polemica desnecessária, sendo que estava completamente errado e continuou insistindo em defender seu erro.
Por isso meu caro, não vou ficar discutindo esse assunto e ponto final.

Luby disse...

O carrinho é muito lindo, eu gosto muito, meus amigos vamos deixar as armas de lado e fazer as pazes ..
Creio ser o melhor para todos nós..
abs
Luby

fernando ricardo disse...

Boa tarde, procurando à respeito do mini dacon acabei parando aqui e lendo alguns comentários, claro que é um carro totalmente diferente do que estamos acostumados hoje, pois é um projeto se não me engano de 1976, com linhas muito retas na frente e uma trazeira totalmente redonda, muito moderna para sua época, mas para fazermos comparações teríamos que ver como ele hoje é apresentado, com 50.000 unidades vendidas nos Estados Unidos e um visual moderníssimo, caso alguém não conheça visite o site da OBVIO que é a mais nova montadora nacional que produz o 828 nos dias de hoje com a produção totalmente voltada para exportação,o site é o seguinte www.obvio.ind.br/index2.asp, caso alguém já tenha exposto ele aqui me desculpe porque é a primeira vez que participo deste blog.Obrigado

Matheus Marques disse...

Sensacional post!

Dacon 828 branco em meu blog:

http://essevaleumafoto.blogspot.com/2011/01/dacon-828.html


Abraço!

Carlos Gomes disse...

Olá, amigos.
O projeto do carro é realmente genial, quem conhece automóvel sabe que a obra de Anísio Campos fala por si.
Quanto às comparações com o Smart, acredito que, mesmo hoje, o 828 seria superior ao Smart em desempenho e, principalmente, em resistência - todos sabem que o Smart é uma coisa que se desmancha facilmente, não foi feito para andar em vias públicas tão ruins quanto as nossas...
Perde em consumo e acabamento, mas aí a idade do projeto pesa, não tem jeito.
Uma curiosidade: os para-brisas dianteiro e traseiro do carrinho foram feitos exclusivamente para ele pi foram "emprestados" de algum outro modelo nacional?
Fala-se que o da frente é de Uno e, o traseiro, do Corsa, gostaria de confirmar.
Abraços a todos e obrigado desde já.