quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Fato de época

O meu amigo Tonin Eduardo me enviou a imagem do disco compacto de vinil do cantor da Jovem Guarda Paulo Sérgio, de 1970, gravadora Caravelle. Com muito bom gosto, o cantor escolheu um belo modelo para a foto: um Puma GTE 1970, com as tomadas de ar de Puma de corrida. Não necessariamente esse Puma era de corrida, porque muitos adaptavam seus carros com essa tomada de ar, que virou moda entre os proprietários, que queriam seu Puma mais esportivo.

9 comentários:

Aluisio disse...

Tomadas de ar? Quais são as tomadas de ar que você se refere?

Felipe Nicoliello disse...

No lugar das entradas de ar laterais, conhecidas como tubarão, faziam uma tomada única, conhecidas por orelhões.

Dinho Amaral disse...

presta atenção no banco espartano...

Felipe Nicoliello disse...

Bom olho seu Dinho, será que era um Espartano?

Aluisio disse...

Entendi. Prefiro as "guelras".

Leo Gaúcho disse...

Prefiro as tomadas de ar, em se tratando de Puma de corrida.Realmente, os bancos conchas podem ser referencia a um possivel Espartano.

Josamar disse...

Paralamas trazeiro e dianteiro recortados ficando mais altos pois as rodas são 14, com regulador na suspensão dianteira(mais baixa), e cambagem negativa na trazeira.
Botão de acabamento em borracha para facilitar a regulagem da barra de torsão trazeira.
Calço na coluna de direção 1"+- para facilitar a dirigibilidade, posição do volante mais baixa.
Este carro é muito semelhante ao que foi preparado para disputar o Rally da TAP em Portugal...não tenho certeza, mas é mais ou menos dessa época.

Abr a todos
Josamar

Felipe Nicoliello disse...

Josamar,
Nada como ouvir sábias palavras de quem entende muito do assunto.
Essa foto deve ser de 1970, pois o disco foi lançado nesse ano.
Outros fatos que denunciam ser um espartano de fabrica, é o limpador único, usado somente em corridas e as tomadas de ar com desenho "made in Puma", porque na época muitas oficinas faziam as "orelhas" nos "Tubarão", mas cada um adotava um formato e dimensão. A Puma tinha sua assinatura, com as tomadas de ar maiores, cantos não vincados e corte de entrada da tomada em diagonal.
Concluímos então, pelas observações do Dinho, Josamar e eu, que se tratava de um legítimo Espartano de capô grande.

Luby disse...

Leva toda pinta de ser sim, e ainda tem o boneco vestido de piloto com capacete e tudo mais..