segunda-feira, 10 de maio de 2010

Capota Rígida - GTE Spyder e GTS

Em 1970 a Puma lança o GTE Spyder no Salão do Automóvel. Começou a fabricar o conversível em1971, mas somente a partir de 1972, a Puma colocou como opcional a Capota Rígida. Abaixo vemos o GTE Spyder do lançamento e outro ano 1972 com capota rígida.
Por causa de alguns importados que contavam com duas capotas, a Puma não ficou para trás e também colocou em seu modelo, só que como opcional, devido ao alto custo da segunda capota. Para se ter uma ideia, tanto o GTE como o GTE Spyder com uma capota custavam em outubro de 1972 Cr$ 31.500,00. Com duas capotas o preço subia para Cr$ 35.000,00. O custo de 3.500 cruzeiros representava quase 18% do preço de uma Kombi que custava Cr$ 19.742,00. Se hoje uma Kombi custa R$ 47.110,00, a capota custaria como hoje quase R$ 8.500,00 e mais R$ 75.000,00 pelo Puma.
O maior objetivo da Puma era o mercado europeu, devido as temperaturas baixas, os conversíveis lá oferecidos tinham duas capotas. E assim o GTE Spyder esteve presente no Salão de Amsterdam.
Também foi enviado para a Suíça, para conquistar novo segmento.
A capota rígida no detalhe em um GTS 1973, reparem no perfeito encaixe e contava com a calha de chuva, dividida, mas estava lá.
A opção da capota rígida foi até o final da produção dos GTS com chassi de Karmann Ghia, ou seja, até março de 1976. Se o cliente desejasse essa capota, deveria fazer o pedido junto ao carro, porque colocá-la após ter saído da linha de montagem, o custo elevaria muito. Isso se deve ao fato que a capota de lona tinha que ser ligeiramente diferente para poder montar a capota rígida. Vejam abaixo o GTS 1976 do Celso sem a capota rígida e com a capota de lona levantada, a lona não desce até o mesmo limite das GTS comuns, a lateral é presa por ilhoses e a articulação da capota encaixa a lona no compartimento interno, assim pode-se colocar a rígida sem problemas.
O furo que vemos no final da capota a direita da foto é para encaixar o pino da capota rígida.
Algumas fotos dos sobreviventes até os atuais dias, como GTE Spyder 1972 originalíssimo. Igualmente original, o carioca GTS 1973.
Outro carioca, o GTE Spyder 1972, que hoje está em restauração.
Mais um GTE Spyder 1972 carioca.
Esse GTS 1974 eu não conheço, mas algo me diz ser aquele Puma que foi transformado a pouco tempo, lembram?
E por último, um GTS sem que eu saiba o ano e com bonitas rodas Fuchs (não originais).

8 comentários:

Sergio Tempo disse...

Felipe, vc lembra que em Foz nos 45 anos tinha um puma com a capota rigida??

jean claude disse...

Podia ser cara a capota, mas que ele ficava charmoso com ela, isso ficava... bom aqui pra Blumenau que normalmente temos uma semana de chuvas ininterruptas. Se bem que Puma só sai em dia de Sol...
Abraços

gabriel disse...

ela não seria uma gts 73, por causa do capô do motor com entrada simples e maçaneta de porta por botão. pelo que dá para ver, o volante parece ser um fitipalde F1

Anônimo disse...

Felipe O GTS com Rodas Fuchs é daqui de Londrina - PR. é um GTS 1.975, que o Dono comprou a capota primeiro do que o GTS ( o cara que colocou as rodas também ). Infelizmente o dono Atual mantem ele assim ainda, faz mais de 9 anos que tem o carro ainda sem um belo Restauro. O Carro é bem bacana o visual com as rodas Porsche é demais. Outro detalhe é que o motor é o mesmo da plaqueta. Abraço! Lele GTB 78

Leo Gaúcho disse...

Felipe, qual o modelo de roda que o Spyder 72 prata está usando?Parece a gominho, mas parece ser também diferente da gominho tradicional, ou é impressão minha?

Felipe Nicoliello disse...

Sergio,
Lembro sim, fui eu que pedi ao dono buscá-lo em casa, ele tinha vindo com aquele GTB S2 tunado.
Só que acabei não tirando foto do carro, o Homero que estava comigo na comissão julgadora deve ter tirado, vou pedir para ele.
Jean Claude,
Hoje, só sai em dia de sol, na época, só quem tinha muito mesmo poderia se dar a esse luxo.
Gabriel,
Se vc está falando do Puma com rodas Porsche, o Leandro já respondeu. O capô traseiro com unica entrada de ar, começou em 73 e foi até 76 1a. série, assim como as maçanetas de botão.

Obrigado Lele, sempre me ajudando.

Léo, meu outro pupilo, as rodas são as gominhos, aqui em sampa tb conhecidas por mexirica, fabricadas pela Italmagnésio. Talvez o ângulo da foto deixou um pouco diferente. Mas previno, o dono está deixando-o originalíssimo, inclusive a cor original, um azul metálico.

Eugenio Gismonti disse...

Tive uma 74 Spider com capota rigida e vale comentar que, apesar da simpática ´parencia, a vedação original era péssima. Para obter algo próxmo do satsfatório, precisei refazer todos os encaixes e trocar as borrachas de vedação! Tudo bem que se compararmos com a caota de lona, a de fibra realemente chegava muito perto da eficiencia(dentro dos padrões da época)Pra finalizar, confesso que apesar do desconforto, mau contato nas lanternas, molhadeiras constantes qunado chovia tenho muita saudade do carrinho!

Felipe do Valle disse...

Boa tarde amigos.

Acabei de adquirir um Puma GT Spyder 1971 e preciso das medidas da capota para mandar refazer. Alguém sabe as medidas? Obrigado.