quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Revestimentos laterais das portas GTE / GTS após 1976

Já falamos dos revestimentos internos das portas de todos os modelos aqui. Depois falamos aqui especificamente sobre os modelos até 1976 1a. série. Agora vamos dar continuidade falando dos modelos GTE e GTS a partir de 1976 2a. série.
As laterais eram em courvin com os desenhos em costura eletrônica. Na foto abaixo podemos ver a lateral de porta original com um tipo de courvin não mais fabricado e o detalhe da costura eletrônica.
Depois de um tempo, em qualquer restauração de Puma, como não tinham mais as laterais com a costura eletrônica, os tapeceiros faziam o mesmo desenho, mas com costura a máquina, como mostra a foto abaixo. Hoje em dia tem uma pessoa fazendo essas laterais em costura eletrônica.
Os puxadores de porta injetados eram os mesmos utilizados na linha VW (Fusca), assim como a maçaneta interna de abertura da porta (VW Brasília e família).
Para entendermos como é a fixação dessas laterais de porta, vamos por partes.
Na porta é fixada uma barra de alumínio no lado externo, como a imagem abaixo.
Na lateral vai um chapa metálica pressa na chapa de madeira prensada, sendo que o courvin cobre toda essa peça. Depois é rebitada uma barra de alumínio, igual aquela da porta, na chapa metálica. Olhando a foto percebam a tonalidade diferente do alumínio e a chapa de ferro, para diferenciar as peças entre si.
Prontas, no seu devido lugar, a lateral é encaixada de cima para baixo na porta. Depois a fixação é feita por presilhas de pressão para fixação das laterais.
Aqui um detalhe de uma lateral de porta desencaixada da porta e solta dos rebites do friso de alumínio. Uma coisa que as vezes não colocam é o plástico colado na porta pela parte interna, evitando assim que molhe a madeira prensada por infiltração de água. Isso existe até nos automóveis atuais.
O verso de uma lateral original podemos ver um detalhe pouco conhecido. Aquela peça de chapa de metal (ferro) que falamos inicialmente, nos Puma originais eram de plástico ABS. O friso era de alumínio.
Como também não existia mais essa chapa fixada na lateral em ABS, que quebrava com o passar do tempo, inventaram a de chapa de ferro para substituição e manter os felinos originais.
Outro detalhe interessante é a fixação dos grampos originais, feitos por máquina, um próximo ao outro com uma precisão milimétrica. Também podemos ver a presilha de pressão (grampo de encaixe) para fixação da lateral.

7 comentários:

Artur disse...

Ótima materia Felipe!!
Você sabe onde acho encontro essa chapa de metal que fica preso? O meu original de plastico quebrou e fica solto a parte superior da lateral.

Felipe Nicoliello disse...

Artur,
Na Super Clar tem. Tel.: 11 5549 2697

LUIS WYNNS disse...

FINALMENTE ALGUMA MATERIA CONCRETA SOBRE ESSA FORRAÇÃO LATERAL, ESTOU RESTAURANDO UM GTS 77 QUE NÃO TEM ESSA FORRAÇÃO, NEM MUITO MENOS AS PEÇAS DE ALUMINIO E DE METAL (CAJADO), PESQUISEI MUITO NA INTERNET, E NÃO ENCONTREI QUASE NADA QUE MOSTRASSE TÃO DETALHADO, DESENHEI UM PROJETO E ACABEI POR FAZER UM POR MINHA CONTA COM AS POUCAS INFORMAÇOES QUE CONSEGUI, COMPREI UMA CHAPA DE METAL GALVANIZADA E DOBREI, CURVEI, VARIAS VEZES ATE CONSEGUIR FAZER O TAL CAJADO, DE FORMA QUE FICASSE CERTO, FOI BEM DIFICIL DE FAZER, MAIS ACHO QUE FICOU LEGAL.

gabriel disse...

eita grampozinhomaldito este de metal quando eu tive o meu fusca 77 que meu pai me deu em 92 era um barulho muito chato era um tal de chic chic pra qui chic chic pra cá ai eu substitui pelo de brasilia que era de plastico.ficou uma maravilha pena eu ter me desfeito do fusca me arrependo ate hoje disso e peço perdao ao meu pai por telo vendido.

um abraço a todos gabriel

smarca disse...

Não sabia que a presilha era a metálica. Aprendi mais uma.

Lembrando que os VW que utilizavam essa presilha metálica também utilizavam uma peça de borracha fixada na porta, para não fazer barulho.

Outro detalhe que gostaria de comentar: notem que o puxador é preso somente no revestimento da porta que, por sua vez, é preso somente pelas suas e bordas além das maçanetas da porta e do vidro.

Acho pouco.

Não somente eu, mas curiosamente e por coincidência, o Uli também, fizemos algo bem parecido: temos uma chapa vertical aparafusada na fibra internamente com um encaixe na altura dos puxadores e entre os 2 parafusos dos puxadores, internamente, uma chapa metálica que se encaixa na primeira chapa, também de cima para baixo, o mesmo sentido utilizado para a montagem do revestimento, como descrito pelo Felipe, antes de travarmos tudo com as presilhas e as maçanetas, da porta e do vidro.

Assim podemos puxar tranquilamente as portas pelos puxadores sem que o revestimento flexione absolutamente nada, já que está preso internamente.

Difícil descrever mas não tenho nenhuma foto para demonstrar.

Espero que entendam desse jeito mesmo.

Carlos disse...

smarca, as borrachinhas nos furos da porta para receber os grampos, chamávamos de chupetinha. Outra porcaria para estragar e se ñ fosse original volks pior ainda.

smarca disse...

È vero! Chupetinhas.