quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Puma P-018 Conversível (2)

Falamos sobre o Puma P-018 Conversível aqui e hoje voltamos com imagens cedidas pelo meu amigo Leonardo Flach, da unidade número 5, que está em Brasília-DF.
As fotografias abaixo mostram o P-018 na década de 80, quando ainda não tinha sofrido operação plástica.
Nos detalhes podemos notar que era um P-018 normal, com exceção dos faróis quadrados (os de milha não são originais)...
... E lanternas traseiras de Chevrolet Monza. Os para-choques, maçanetas, rodas, tudo idêntico ao P-018 Coupê.
Depois de alguns anos, toda velha precisa de plástica e foi isso que ocorreu. Atualmente para uma menina nova, ou seja, um misto de Ferrari com não sei o que. Sem comentários.
A rabeta formando um pequeno aerofólio ficou...
Além disso foi instalado um novo motor VW refrigerado a água, no lugar do boxer a ar.
Claro que o tanque teve que vir para a dianteira, para caber o novo motor.
A plaqueta demonstra que foi fabricado fora da Av. Presidente Wilson, pode ter sido montado no bairro paulistano da Lapa ou nos galpões em Capivari-SP, dois locais onde a Puma continuou montando veículos depois do fechamento da fabrica no Ipiranga, aquela na Avenida Presidente Wilson. Sim porque hoje esse local é da Móoca, um problema administrativo da prefeitura de São Paulo e histórico para nós, porque enquanto a Puma existia era na Vila Carioca, subsdistrito do Ipiranga.
E lá se foi nossa história ralo abaixo.

15 comentários:

smarca disse...

Onde era o tanque de combustível antes da transformação do motor boxer a ar para o AP?

Esse P-018 (o original) vale pela raridade, sem dúvida.

Mas eu não curto as linhas de nenhum dos dos Pumas VW pós 80. Questão de gosto pessoal, apenas isso.

Cesar Costa disse...

Ô trem feio, sô!

ramoswr disse...

Felipe

Qual deles é original de fato?
O primeiro?(lanternas de Monza).
De fato após as mudanças na linha do carro , ele ficou menos "Charmoso" .
Endosso em parte a opinião do Sandro.

PS:
como faço para anexar foto aos comentários?

Walter Ramos

Felipe Nicoliello disse...

Sandro, era na parte traseira entre o motor e os bancos, tipo Chevette.

Cesar, independente se é feio ou bonito, vale a raridade do modelo que chegou no final da produção dos Puma em São Paulo.

Walter, o original são as primeiras fotos com lanternas de Monza.
Em comentários não dá para anexar fotos. Se tiver algo interessante me mande que publico.

sandrogte disse...

O P-18 conversível não era mesmo um carro bonito, mas por tratar-se do "unico" modelo que conhecemos a rodar nosso amigo deveria te-lo conservado original. Que pena estar neste estado.
Felipe vc sabe de algum outro deste modelo por aí?

Felipe Nicoliello disse...

Sandro,
Se não sumiram deve existir pelo menos mais dois, não contando a carroceria completa do P-018 Conversível do Milton Masteguim, que ele está vendendo.
Aquele outro da publicação anterior, o Sergio falou que é um Araucária feito para a Arabia (al Fassi).

ramoswr disse...

Felipe

Queria saber se há um modo de anexar minha foto nos comentários , como tem de outros amigos.

Walter Ramos

Artur disse...

Não dá pra acreditar que fizeram isso!! Como pode? Será que ainda acharam que o resultado ficou bom? 'Menos um'

Mazinho Rocha disse...

O P-18 Conversível tem seu valor pela raridade, mas os faróis redondos e as sinaleiras trazeiras da Brasília deixavam o modelo muito mais harmonioso. Este conversível é no mínimo "feinho".

Anônimo disse...

ola felipe,esta foto é bem antiga e quero lhe dizer com certesa que os farois de milha são originais.
na minha p18 fechada tem as polainas dos para choques dianteiros avançando para a parte central,e nesta a mesma termina na curva para os farois ficarem na estremidade do veiculo.ainda se for reparar a carroçeria que estava à venda repare no desenho da fibra onde leva os farois.um abrasso

Anônimo disse...

Comentário verdadeiro duro e triste: Esse modelo horrível marca o início do fim. Deveria ser escondido.
PauloSérgio

Anônimo disse...

As informações reais são as seguintes:
Comprei este carro na concessionária de puma Telna que existia em São Cristovão no Rio de janeiro. Veio sem motor pois foi-me vendido na configuração puma Kit. Para fazer o carro andar usei um motor a ar usado que rapidamente quebrou.Ao chegar em Brasilia vi que não se fabricava mais motores ar pela VW. Na falta de um motor confiável tive que usar o que eu dispunha, um motor AP como foi feito pelos AM4. Em relação aos comentários sobre a plastica concordo com o crime por mim praticado e hoje vejo que me equivoquei ao fazer tais mudanças ,mas como guardei todas as peças vou retornar à originalidade conforme mostram as primeiras fotos. Walbert.

Walbert de Carvalho disse...

Caros amigos blogueiros.Primeiramente desejo relatar a verdadeira historia deste carro. Foi comprado em novembro de 1999 na antiga concessionaria puma Telna que existia no bairro de São Cristóvão no Rio de Janeiro.Ao receber o veiculo vi pela plaqueta que tinha sido fabricado em 1986. Estava em uma grande prateleira assim como outras carrocerias de outros modelos da puma, todas desmontadas. Recebi apenas, alem do documento, uma carroceria com portas, capo e porta-malas ,chassis sem suspensão dianteira ,caixa de direção,suspensão traseira ,caixa de marcha ,motor e freios.Recebi apenas o para-brisa, os vidros das portas, as maçanetas externas redondas do modelo ,(não recebi as fechaduras e os batentes das mesmas e as.maçanetas internas),os bancos,a ferragem da capota e as lanternas traseiras do monza os para-choques dianteiros com quatro orifícios retangulares (na frente da carroceria tinham quatro alojamentos para se colocar 2 faróis de milha e 2 neblina), não foram criados por mim, e o para-choques traseiros e nada mais.O painel com a forração apodrecida e sem forro de portas.Consegui uma mecânica usada para montar o carro para legalizá-lo no Detran do Rio,veio com placa amarela.Ao ser transferido para Brasilia no inicio de 2000 fiz as fotos que aparecem no inicio.Vi que mesmo sem ter orientação ficou bem semelhante ao 004 deste blog (o meu é o 005). O motor usado quebrou e depois da segunda retifica desisti de um motor sem potencia para ligar um ar condicionado e que quando chegava a 3500 rpm os tuchos paravam de acionar as válvulas e tinha que ir para o acostamento esperar alguns minutos e ligar novamente sem acelerar muito para que o motor voltasse a ligar.Então fui à concessionária VW Disbrave para comprar um motor novo e tive a informação que em 2002 não mais se fabricava motores a ar, a unica solução que me foi oferecida seria comprar um motor AP até porque os últimos pumas AM3 e AM4 vieram com este motor.Com o motor novo instalei o ar condicionado e fiz o que hoje reconheço como erro, as alterações que constaram da retirada dos para-choques de borracha e a colocação das lanternas redondas assemelhando a traseira com uma Ferrari.Uma roda foi roubada e tive que trocar por outras ,infelizmente, não originais .Após entrar em contato com os integrantes do clube do puma e principalmente com o Paulinho do Ferro-velho tomei conhecimento do valor histórico do modelo e decidi retorna-lo à sua originalidade pois guardei todas as peças originais.Concordo portanto com as criticas relativas à plastica da velha que quis parecer jovem pois hoje acredito que um carro antigo só tem valor se for original. Em relação ao motor,não tenho solução pois não tenho acesso a motor a ar confiável que me forneça pelo menos 100 hp para que se use um ar condicionado que funcione.Portanto peço desculpas aos puristas.Quem tiver um ,troco pelo o meu AP comprado na concessionária na hora.Em relação as criticas ácidas contra quem modifica seus carros digo que deveriam ser feitas com mais moderação,pois nos chamam para participar das reuniões e descobrimos que iremos ser execrados posteriormente por termos feito,até num momento de ignorância histórica, uma modificação que não deveríamos. Tal comportamento afasta definitivamente destas reuniões estas pessoas que foram tratadas de maneira grosseira nos blogs. Isto não vai acontecer comigo pois antes de ler tais comentários ao meu respeito já tinha iniciado a restauração,após conversar com o Paulinho do Ferro-Velho, pelo menos na totalidade da carroceria, do meu P018 conversível 1986 que comprei em 1999 totalmente desmontado.Vocês deveriam agir de maneira mais educativa fazendo ver que o pumeiro recém chegado cometeu um equivoco ao alterar uma carroceria histórica e passar o amor que vocês tem pela história nacional e assim aumentar a comunidade pumeira que hoje me incluo.Walbert Almeida de Carvalho (6199663632)

Walbert de Carvalho disse...

Mais informações sobre o P 018 conversível. Conforme já escrevi comprei a unidade 005 de Goetz Walter Laider(proprietário da auto mecânica Telna)totalmente desmontada. Na ocasião ele me informou que tinha montado uma outra carroceria com faróis quadrados e tinha vendido. Não sei qual é o numero desta unidade. Sei que a 001 estava em Belem do Pará e que o Rossato da Master Fibras tinha outra carroceria.

Daniel Pardo disse...

Vendo o antes e o depois desse carro, eu chego a conclusão que às vezes Deus dá cadeira pra quem não tem bunda... :P :P :P :P