quinta-feira, 30 de julho de 2009

Flash

Que tal um motor VW boxer a ar zero quilometro? Ainda existe.

11 comentários:

smarca disse...

Hummm ... traseira alta na foto abaixo e agora a foto de um motor parcial VW 0Km.

As coisas começam a se encaixar.

Acho!

Sim, motor 0Km VW existe. Eu cotei a algum tempo atrás.

Até comprei e guardei uma capela do tipo novo, flange do radiador de óleo e um novo radiador.

Ía fazer um motor mais bravo, 1,6 litros mesmo.

Isso antes de ter o certificado do Rossatto que me mostrou que o motor série BA do meu Puma é o original dele.

Aí parei e deixei como está.

A única coisa que não gosto dos motores 0Km atuais é que o vira é de ferro fundido. Antigamente era de aço.

Rodrigo disse...

Exatamente Smarca.

Existem vááários boxer 0 Kms por aí. Vários!!

Mas de fato, somente com vira de ferro fundido.

Eu não compraria de jeito nenhum um motor desses. Prefiro procurar em ferro-velhos um fabricado entre 72 e 84 com o cabeçote de 8 aletas ;)

Luby disse...

Zero km é sempre zero não tem coisa melhor, pra mim o custo que é o grande problema...

Rodrigo disse...

Aqui tá 7000$ na concessionária hehehehe

smarca disse...

Eu cotei em 5/jan passado e como deixo tudo anotado nos cadernos que vão se sucedendo ao longo do tempo ... fui ver e custava os mesmos R$ 5.300,00 em 2 concessionárias (motor parcial 0Km).

Numa delas o preço era R$ 5.900,00 mas com desconto promocional à vista de R$ 600,00.

Subiu tanto assim? 18,6%?

Caramba ...

Rodrigo disse...

Eu acho que não subiu não. O preço está o mesmo há muito tempo. O problema é que no RS tudo é mais caro hehehe

Luiz Paulo disse...

particularmente gosto mais de comprar as peças e montar em casa, assim como as preparações do motor, naum tem coisa melhor do que por a mão na massa no seu proprio carro, alem de muito mais barato, e feito com carinho....

Anônimo disse...

alem do virabrequim, as bielas tb são de ferro-fundido... e os cabeçotes de 6 aletas... bom mesmo desses motores mais novos é a capela, radiador deslocado e ignição hall ... o resto é a treva... Ass.: "blogueiro anônimo"

Felipe Nicoliello disse...

Sandro,
Esse motor da foto é de um cliente da oficina que meu Puma frequenta, o cara pagou 5.900,00 e vai colocar em um MP Lafer. O interessante é que o MP voltava para SP de um passeio em Campinas, qdo o motor estourou na estrada. Gastou com guincho até SP e ainda pagou mais caro o motor! Podia ter deixado em Campinas mesmo e colocado o motor aí.
Eu prefiro motor zero bala, nenhum dos motores que foram feitos na bancada caseira, e olha que foram muitos, não duravam tanto como o motor zero. Como na empresa temos Kombis, por isso foram muitos. Os dois últimos motores colocados em duas Kombis, um zero bala e outro feito na retifica, duraram 25 mil kms o da retifica e 300 mil o zero bala. As duas Kombis na mesma situação de trabalho e os mesmos motoristas, que não tinham o veículo fixo, alternavam conforme o destino. O grande diferencial dos motores zero, é que tem carcaça original nova.
Rodrigo,
Talvez os motores de hoje com esse vira de ferro, não durem tanto, mas sou mais o zero, porque tudo é na medida certa e com peças novas. Qto as aletas do cabeçote, não vejo problema, porque tiraram essas aletas do cabeçote e passaram para as camisas, ou seja, o cabeçote tem menos aletas, mas as camisas tem mais, nos motores novos.

smarca disse...

Ferro fundido, aço ... se for motor original tanto faz.

Para os preparados é que os antigos de aço, ou os forjados atuais, fazem diferença na durabilidade.

Você tem razão.

E sabe, acima de tudo, porque?

Porque esses motores VW a ar devem ser montados, parafuso por parafuso, porca por porca, com torque e numa sequência específicos, seguindo a "prescrição" da VW.

E as folgas idem, sempre seguindo a "precrição" da VW.

E isto é o que raramente é observado nas oficinas e retíficas.

Acho até que esse povo está cada vez mais desacostumado a mexer nos velhos boxers a ar, ficando o serviço a cargo de pessoas jovens e inexperientes, que não viveram a era VW a ar.

Nem tirar e limpar a peneira do carter nos postos não sabem mais.

Ontem fiz eu mesmo o serviço: troquei o óleo recentemente (180 km rodados apenas), troquei a peneira (a original guardei, ainda com o logo VW) e as juntas e começou a suar e pingar algumas gotas de óleo na garagem.

Diagnóstico das antigas: tampa empenada, normalmente é isto.

Comprei uma tampa nova original VW e comparei com outra, também nova, que tinha comprado numa auto-peças. Sem comparação, a chapa bem mais grossa, a contra-chapa mais grossa também com mais rosca consequentemente.

Comprei as juntas originais, também sem comparação, pois não são de "papelão" como as do paralelo. São juntas de verdade.

E ontem fui ao posto. Olharam, pensaram, balançaram a cabeça e disseram que não sabiam trocar a dita cuja.

Perguntei: Eu compro 2,5 litros de óleo e vocês me emprestam o elevador e chaves de 10 e 21 mm e me deixem em paz por meia hora, mesmo que surja algum carro na fila, tudo bem?

Disseram sim. Claro sou cliente antigo do posto.

E lá fui eu literalmente meter a mão no óleo, apertar cruzado, com torque parcial a cada passada.

Problema resolvido. Ontem ainda pingou algumas gotas, resto da sujeira que sempre fica, mas após uma limpeza e aperto final na garagem de casa fui ver hoje e ... voilà ... nenhuma gota de óleo no chão, para minha alegria e alegria da minha mulher, hehehe.

Alex disse...

em minha cidade, R$7.500 o orçamento do motor zero km completo, funcionando.