terça-feira, 30 de março de 2010

Puma P-016 (3)

O desenho do projeto Puma P-016 feito pelo meu amigo Paulo Sérgio Fonseca Alves publicado há alguns dias, gerou certas dúvidas que o Paulo esclarece abaixo:
Roda do P-016
Não foi cópia de nenhum veículo. Pergunte ao Eng. Pasini. Foi cópia mesmo de um disco de telefone da época. Foi lançada com sucesso depois como calota no Uno 1.5R há 25 anos, com relativo sucesso. Todos a compravam para colocá-la em todas as versões. Mesmo tendo que trocar também as quatro rodas que eram maiores. Se lembram?
P-016 como cópia Lotus
Aquela parte traseira com o cofre do motor daquela maneira facilitaria muito o molde da carroceria e a visibilidade traseira. Se aquela "parte" se assemelhava ao sistema usado no Lotus, não torna o veículo inteiramente Lotus. Aquela era também ¨só uma" das soluções propostas.

Ninguém inventa nada
A natureza estabelece padrões estéticos e nós estilistas temos a sensibilidade de interpretar e aplicar isso. Quem se preocupa somente em fazer o "diferente" de tudo, se dá mal.

Protótipo Bertone Athos de 1979

Entradas de ar
Um leitor notou e comentou sobre as entradinhas de ar na lateral do protótipo branco. Ele está certo. O Pasini me pediu para refrigerar mais o motor da Variant II que estava ali. Fui no bar da frente, pedi duas garrafinhas pequenas, depois de laminadas e "curadas" estavam prontas. Protótipo é assim, tem é que rodar.

Um abraço. Obrigado Paulo Sérgio

4 comentários:

Luby disse...

A pickup formigão feito aqui no Rio na decada de 80 era assim mesmo.

Alex disse...

Paulo, obrigado pelos esclarecimentos. São depoimentos como estes que engrandecem o acervo sobre esta marca.

Anônimo disse...

A Porsche usava primeiro testar o 'chassi sem a carroceria', para sentir os primeiros comportamentos dinâmicos:

- "...na Puma o Miltão queria sentir o carro o mais próximo da realidade final!"

(Ronaldo)

smarca disse...

Eita! Isso é que resposta à altura.

Só para constar, faz parte da minha personalidade provocar um pouco às vezes, só para ver depois o que retorna.

Mas sempre com o objetivo de engrandecer o diálogo.

Ainda mais agora que o blog do Felipe conta com tão ilustres colaboradores, pessoas que estiveram na própria Puma, que ajudaram a fazer a história deste carrinho que gosto, gostamos tanto.

Obrigado pelo retorno, pois sei que, indiretamente, provoquei a resposta, hahaha.

Grande abraço a todos!