sexta-feira, 19 de março de 2010

Puma 2010

'Aos amigos do Puma Clube e Caro Felipe Nicoliello

Envio-lhes um exercício conforme prometi, um Puma GTE atualizado porém sem investimentos altos como em faróis específicos pois um ferramental de uma peça dessas pode custar mais que o do próprio molde da carroceria em fibra. Ficaria feliz se merecesse ser colocado no site para que os amigos dessa marca forte lessem e comentassem. Gostaria de fazer também as seguintes considerações sobre a indústria automobilística Brasileira:
O Lobini, se copiasse o estilo do Puma seria mais bem sucedido. Analisem o simples desenho feito com material infantil que lhes envio.
Nossa história é uma pena pois quando Mestre Ronaldo projetava motores a Coréia ainda não fabricava automóveis. A Índia os fazia sob licença.
Hoje as fábricas Coreanas são Coreanas, as Brasileiras são estrangeiras. Salvo Agrale e TAC. Troller já é Ford. Eduardo Souza Ramos fabrica Mitsubishi.
É claro que respeito as de fóra, que investem e dão emprego aqui.
João Gurgel detonava o empreendimento MiniPuma na imprensa como se fosse seu principal trabalho. Anos depois lançou o BR800 que era exatamente um MiniPuma piorado, "estilo caixote", sem design, ou seja todo reto.
O MiniPuma, mesmo o do salão de 74, era o Tata Nano que todos escrevem e falam hoje, há 36 anos atrás.
O Milton Masteguim, a quem devo muito, deveria ser no mínimo hoje um Ratan Tata. "Miltão, onde está seu livro? Peça as filhas ou ao Newtinho que escrevam! E fale bem de mim."
O Sr. José Maria Hellmeister, a quem devo muito, já era mais gênio no marketing que Lee Yacocca.
Onde estará o Ruy. A Evelyn era lindíssima. Parece que o pai não a deixava nem passar perto da gente!
O Ronaldo A. Brochado, a quem devo muito, genial, um Ferdinando Porsche? Talvez mais. Aposto! Já estaria fazendo daqueles carros Suecos com tecnologia aeronáutica.
Quantos caras geniais havia na Puma. Tenho uns vinte nomes na cabeça. Pasini, Paulo da Veiga, Sr. Nelson, vou parar, senão...Na época tinha um imã, se o cara era bom, corria para lá. Ronaldo conversava com Orestes Berta, Karl Ludvigsen, ("eu" ), daí pra lá.
A febre Puma interna era tanta que quando foi ser feito o "Crash-test" , alguém disse "Pena que não tem o boneco dentro do carro", neste momento o João que fazia os serviços gerais ali e que transportava os chassis da VW disse: "Pode deixar que eu vou!" Eu presenciei isso. Obrigado. Um abraço a você e nação Puma.
Paulo Sérgio F. Alves'

8 comentários:

Anônimo disse...

PS, gostei do carro, mais ainda da solução esportiva p/os faróis.

(Ronaldo)

Hélcio disse...

O modelo ficou muito bonito, mas acho que os retrovisores copinhos, com os pézinhos menores, ficariam mais legais.

Abraços.

@MarceloSCamara disse...

Lançará quando? rs

EGO's disse...

Muito bom! Desenho equilibrado um tanto clássico e linhas remetem bem os Puma. Tem uns detalhes que não gostei:
-os espelhos retovisores;
-o emblema frontal;
Concordo com vc sobre a opinião do Lobini.

Anônimo disse...

PS, ainda dentro do teu tema:

- "...em 1990 chamamos a firma japonesa NHK(*)do Rio de Janeiro, q após comprou a Molas Fabrini de São Paulo, seu técnico logo veio contando histórias do Japão, dizia q sempre apoiavam pequenas empresas, pois logo estariam crescendo e comprando bem mais, uma vez q tinham forte apoio do governo p/gerar produtos e renda!"

(*)ela é a 'apenas' a Globo do Japão, campeã na mídia e está tb na oferta de canais da Net TV

Abçs,
Ronaldo

Adeni Renato disse...

Também não gostei dos retrovisores, mas sem dúvida é um belo design. E a traseira como é?

Felipe Nicoliello disse...

Ronaldo,
Por isso o Japão, destruído parcialmente na segunda grande guerra mundial, está entre os melhores do mundo. Você vê como é a filosofia e o pensamento, muito diferente daqui.

Stael Alves disse...

Desenho do PS, o Ronaldo aprovou. Vamos fabricar que o sucesso tá garantido.