quarta-feira, 16 de março de 2011

Fora de área - A volta do Puma

Infelizmente não é bem o Puma que vocês gostariam de ver. É o novo Ford Puma que vem por aí.
O antigo Ford Puma, esportivo pequeno que foi fabricado em Colônia na Alemanha entre 1997 a 2001, para concorrer com o Chevrolet Tigra.
Como o bicho era feio, ainda bem que não chegou aqui, tudo por causa do nome Puma. No Salão do Automóvel de 1998 a Ford apresentou o carro ao público brasileiro, para medir o interesse. Fizeram um lindo local de exposição, com uma espécie de túnel e dentro dele o Ford Puma (não consigo escrever só Puma). Os logotipos com o nome foram retirados e aqueles que não dava para tirar estavam tampados com fita adesiva, mas claramente víamos o contorno das letras indicando um nome não apropriado para um veículo dessa natureza e com esse desenho. A família do Nivio de Lima, herdeiros da Alfa Metais entrou com um mandato de segurança para a retirada do nome de sua propriedade no Brasil. Depois a Ford tentou comprar o nome sem sucesso. Acredito que em função disso não tenha vindo para o Brasil ou os brasileiros não aceitaram mesmo. Vai saber, mas o Tigra veio e também não era lá essas coisas, tanto que logo depois foram suspensas as importações. Na verdade o Ford Puma era um Fiesta tuning e o Tigra um Corsa também tuning, de esportivos não tinham nada.

7 comentários:

Anônimo disse...

O novo estilo -dentro da 'nova onda Ford'!- chancela mais o respeito da nossa Puma p/com o bom design geral, ...mas ainda bem longe do padrão dos bons esportivos italianos atuais.

- 'Questões de Marca' ficam p/depois.

(Ronaldo)

@MarceloSCamara disse...

Neste ano a Ford resolveu ameaçar com processo a Ferrari F1 por ter nomeado seu carro deste ano como F150, nome que é propriedade da Ford. A Ferrari mudou, colocando uma "bolinha" no final do nome e ficou F150º.
Pergunto: de quem a propriedade da nome Puma para automóveis? Só de birra poderiam agora perturbar a Ford...

Mutley disse...

Parabéns pelo site, Felipe.

A Ford detém há muitos anos o registro do nome Puma na Europa. Não sei se este motivo comprometeu o sucesso do "nosso" Puma no Velho Continente.

Felipe Nicoliello disse...

Mutley,
Obrigado.
Não comprometeu, porque a Puma descobriu que a Ford tinha comprado uma empresa com o nome Puma, mas esta não fabricava carros e acabaram com o processo.
Foram muitos Puma para Alemanha.

Leo disse...

Podemos dizer então que os Puma GT são DKW, Karmann-Ghia e Brasília tuning?

Leo disse...

Além disso, antes de a Puma estampar a cabeça de puma em seus carros, a Jaguar fazia o mesmo. Inclusive são animais semelhantes da mesma espécie.

Discussão boba essa de "quem é dono do quê".

Anônimo disse...

A coisa é tb assim:

- "...se vc trabalha e investe em sua marca ela se torna um patrimônio mensurável, nada deve se aproximar muito dela, pois estará gerando confusão na cabeça do consumidor e alguém estará estar ganhando e vc perdendo."

Aqui no Brasil grandes marcas já brigam por cores nas embalagens -para as quais mto se gastou em mídia, etc.- junto ao INPI e tb via área jurídica:

- "...nas gôndolas dos supermercados existe o 'domínio de áreas principais' com as cores dos líderes do mercado."

É briga p/quem pode contra 'oportunistas de plantão' q querem o 'visual vendedor' do lider.

(Ronaldo)