segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Guarujá 2013 - Destaque Puma Al Fassi

No 9° Encontro Nacional do Puma, o destaque foi o Puma Al Fassi, que já contamos a história dele aqui
Ele pertence ao meu amigo João José do Rio de Janeiro-RJ, que é conhecido por João dos pumas. 
O modelo veio rodando do Rio de Janeiro para ser apreciado e visto de perto. Único no Brasil, os outros dois estão na Arabia Saudita, ele nasceu para um projeto de exportação para diversos países, por encomenda do investidor Sheik árabe, que quis homenagear seu filho com seu nome Al Fassi. Este modelo foi uma versão melhorada do Puma P-018 conversível.
Para tal, o para-brisa foi ligeiramente aumentado, os duplos faróis auxiliares de cada lado foram retirados - antes ficavam no para-choque - e em sua parte interna...
... Foi alterado com muito capricho e conforto. Os bancos mais confortáveis, recebeu painel de madeira, volante especial, entre outros.
Na traseira, como no P-018 conversível, lanternas do Monza Classic e...
... Emblemas exclusivos...
...E maçaneta do P-018.

Os faróis quadrados são do P-018 conversível, vindo da linha Fiat.
Infelizmente o projeto não avançou, tornando este exemplar uma verdadeira raridade.

Na chegada ao evento, João José e seu filho Bruno ao volante. 

6 comentários:

Anônimo disse...

gostei da bela reportagem mas acredito que houve precipitação em dizer que é única no brasil pois estive em Brasilia e lá pude ver uma único dono e inclusive com nota fiscal. entrem emcontato com o clube de Brasilia.

Leo Gaúcho disse...

Prezado amigo anonimo, sinto em ter que te tratar assim pois não sei o porque da sua não identificação.Faço parte do Puma Clube de Brasilia e o puma ora citado por vc não é um Al Fassi e sim um P-018 conversivel, são modelos diferentes. Realmente ela está ainda com o único dono, embora já foi totalmente alterado, inclusive na fibra, não possuindo mais as linhas originais do carro e nem a mecanica que hoje é a agua, infelizmente.

Felipe Nicoliello disse...

Sim Léo, obrigado.

Anonimo, veja aqui http://www.pumaclassic.com.br/search/label/P-018%20Convers%C3%ADvel as matérias sobre o Puma P-018 conversível, e lá poderá ver também o único remanescente original e inteiro, o n° 4 na cor branca, porque esse vermelho de Brasília acabaram com ele.
Quanto ao Al Fassi, ele foi totalmente baseado no P-018 conversível, mas essa versão, com para-brisa diferente e interior remodelado, só existe este no Brasil, talvez no mundo, porque não se tem notícias das duas unidades enviadas a Arabia e quem sabe não existem mais.

Gisele Marie disse...

Muito interessante o Al Fassi, a título de contribuição para construção do conhecimento paralelo rs... como sua leitora e muçulmana eu só queria esclarecer que "Sheik" ou "Sheikh" é um "título" religioso na verdade. Para efeito de comparação simplificada, assim como há padres e pastores no cristianismo, no Islam os homens que estudam e se tornam orientadores religiosos e responsáveis por nossas mesquitas são os Sheikhs, tá bom? Então precisa ver se foi mesmo um Sheikh da Saudia que encomendou o carro porque esta palavra é usada de forma errada aqui no ocidente, mas claro que isto não tem nada a ver com o carro, apenas senti vontade de explicar, tá bom? =)

Felipe Nicoliello disse...

Gisele,
Seus comentários sempre são bem vindos. Foi bom esclarecer, porque muitas pessoas não sabem do que se trata esse título, que é próprio da religião muçulmana.
Acontece que em todos os registros da época, não tratam o investidor pelo nome, apenas por ser um Sheikh, agora com "h" que eu não sabia, da Arabia Saudita, supondo um anonimato solicitado, tanto que esse Sheihk colocou como interlocutor para as negociações, o famoso pugilista, talvez para não aparecer. Certos meios da mídia dizem que Muhammad Ali veio somente para fazer alarde publicitário e que não existia nenhum Sheikh, mas para quê então, ex-diretores da Araucária ainda hoje afirmam a negociação?

Daniel Pardo disse...

Esse Puma Al Fassi é um verdadeiro luxo, só uma pergunta: Por ele ser exportado para países árabes, ele tem ar condicionado, apesar de ser um conversível??