domingo, 2 de outubro de 2011

Aniversário Puma Indústria de Veículos S.A.

Em 2 de outubro de 1964, quatro rapazes que não eram os Beatles, mas predestinavam uma carreira de sucesso, fundaram a Sociedade de Automóveis Lumimari Ltda., nome criado com as primeiras sílabas dos nomes dos fundadores: LUiz Roberto Alves, MIlton Masteguin, Mário "MArinho" de Camargo Filho e Genaro "RIno" Malzoni. Posteriormente, 1966, Jorge Lettry entra para a sociedade e sugere a substituição do nome para Puma Veículos e Motores Ltda. Em 1974 a Puma abriu seu capital social e tornou-se Puma Veículos e Motores S.A. Trocando mais uma vez a razão social em 1975 para Puma Indústria de Veículos S.A.
E o sucesso foi crescente, chegando a marca de quase 22 mil veículos produzidos em 20 anos de atividade, entre automóveis, caminhões e ônibus, muitos exportados para diversas partes do mundo. Depois veio a sobre vida em 1987 trazida pela Alfa Metais em Curitiba, onde foram produzidos mais 1.300 veículos, sendo a grande maioria de caminhões. Encerrou a produção dos automóveis em 1994 e os caminhões em 1998.
A grande fabrica ainda criou e fabricou diversas peças mecânicas, moderníssima barraca de camping acoplada a uma carreta (Puma Camping) e peças de plástico reforçado para as indústrias.
Depois de 47 anos só temos que nos orgulhar da grande indústria genuinamente brasileira que foi a Puma.
Essa é uma homenagem do Puma Classic a esses grandes trabalhadores que construíram uma parte de nossa história para o mundo.

17 comentários:

Tatu disse...

PARABENS a Puma pelos 47 anos e PARABENS aos Pumeiro(a)s que conservam suas máquinas para manterem viva essa marca brasileira !!!

Abrç Tatu.

gabriel disse...

espero que nesta passagem de aniversario todos os pumeiros e amantes da marca assim como eu que ainda estou sem carro. estejam felizes por ter um pouco da nossa historia automobislistica em suas casas pois isto é como se nada estivesse acabado apenas adormecidas como aconteceu em 88 quando eu comprei a revista oficina mecanica e vi a materia com a chamada dizendo assim o resurgimento da marca aquilo me deixou muito felix pois tinhamos de volta a nossa ferrari porche de volta mais desapareceu de novo e vamos esperar que alguem de coragem tome as redeas e a lance de novo para nunca mais parar.

um beijo no coração de todos

obs; sobre o chaveiro estarei observando melhor na proxima.

Afonso disse...

Parabéns Aos pioneiros da marca PUMA e ao nosso amigo Felipe Nicoliello que nao deixa nad passar em branco.
Obrigado.

Dr. JMM disse...

certamente a fabrica mais importante que o país ja teve. em lugar nenhum do mundo teve uma fabrica com tantas peculiaridades, ainda mais lutando contra os grandes. parabens aos bravos fundadores, ao nicoliello e a nós pumeiros, que gastamos uma fortuna acreditando nesse sonho chamado PUMA.

Leo Gaúcho disse...

É isso aí!!!!

Fernando Portilho disse...

Parabéns a você Felipe, sem o seu trabalho nada disto teria o brilho que podemos desfrutar hoje.
Para nós apaixonados pela Fera, não se consegue dissociar a marca PUMA de Felipe Nicoliello.
Abraço, Fernando

Adao Emilio disse...

parabens a todos nos que ate hoje damos continuidade a saga PUMA.
Pumabraço

Anônimo disse...

.

Anônimo disse...

dr jmm : "certamente a fabrica mais importante que o país ja teve..."
.................................
Certamente acho que esta é a maior bobagem já publicada aqui...

walter ramos disse...

Mensagem para o anonimo acima :

O sr não sabe da importancia desta fábrica `a época em que foi criada . Assim como tb não deve saber que a Gurgel Motores teve um
papel importante na industria automobilistica deste pais.
Sugiro-lhe que se ilustre um pouco mais a respeito de nossa historia.

Este é um espaço de livre expressão,de fato,porém ironias com
com aquilo que foi marcante para nós brasileiros não deve ser tolerado .
O povo que preserva sua história , mantém vivo seu patriotismo.

Nosso editor chefe conseguiu resgatar e avivar neste local de amigos ,aquilo que estava adormecido dentro do pessoal
que gosta do automovel.
Parabéns a ele !

Walter

Dr. JMM disse...

Amigo Walter, obrigado pela pronta e providencial defesa.
Faça como eu, não gaste fígado com certas coisas.
As crianças gostam de atenção, se não dermos atenção a elas, elas adormecem.
A importância do que foi o Puma (ou a Puma, dependendo do prisma), para nós frequentadores assíduos desta confraría é insofismável...
Logo, qualquer coisa dita em sentido contrário, nada valerá.
Puma é Puma. Puma sempre foi Puma. Puma sempre será Puma.

walter ramos disse...

JM

A falta de cultura geral acaba sendo
um entrave para o pais .
As vezes , umn pouco de ilustração pode melhorar a vida e visão daqueles que vivem na escuridão cultural.
Se ele vir seu carro , com esse trabalho todo em cima para ficar representando uma época , que dirá?

Abraços
Walter

Marcos Gagliardi disse...

Boa Walter!!

Sergio Tempo disse...

Parabéns a todos, cada pumeiro faz parte da história da Puma (fábrica) e do puma (carro), independente de seu grau de conhecimento.
Parabéns e não se esqueçam da comemoração em Brasilia dias 15 e 16 de outubro

Dr. JMM disse...

Graaaaaaaaaaaaannde Walter.

gabriel disse...

diante de tudo isto: alguem já ouviu falar do mobral. é uma grande perda de tempo temtar explicar quem foi Camilo Cristofaro Chico Lamdy Rigoberto Soller Tony Bianco Anisio Campos, bem acho que eu vou ficando por aqui para não ser tão intransigente, melhor, para não ser tão chato mesmo para ficar mais facil de entender ois são poucos que sabem o que foi a puma para o desnvolvimento do automobilismo no nosso pais, pois foi por ela que surgiram muitas outras com Vemag Willys dacom, vai anotando ai patrão digo anonimo e olha que eu só tenho 46 anos e não troco o pouco que eu tenho por muitos conhecimentos de muitos que exixtem por ai. leia pois faz bem para a saude

Comte. disse...

Caro mestre Felipe,
Saudações antigomobilísticas.
Mais uma vez parabéns pelo oportuno artigo. Antigomobilismo é cultura, com isso fazemos o passado virar presente. Tão importante foi a fabricação dos PUMAS, como agora é conservá-los e cultua-los.
Grande abraço,
Heriberto.