sexta-feira, 27 de junho de 2014

Dia A Dia - GGT na estrada

Querer andar com um veículo antigo tem dessas coisas, seja quem for. E aconteceu com o GGT na volta de Campos do Jordão. Começou a falhar, falhando até parar por completo. 
Piada foi o socorrista da concessionária da estrada, que arregaçou as mangas e foi mexer no motor. Pensei, opa agora vai! Não demorou alguns segundos para exclamar: - você entende de mecânica VW a ar? Deixa quieto que eu vejo.
Tentei solucionar o problema de falta de ignição. Bobina não era porque a esfriei e não adiantou. Platinado estava abrindo. Restou saber do condensador e do cachimbo (rotor).
 Como não tinha outra peça nova para testar, o jeito foi ficar em área segura, atrás do guard-rail e esperar.
 Quando a plataforma chegou fiz a coisa que mais odeio: empurrar carro. Mas o querido GGT é peso-pena e não deu trabalho. O que ele queria era mordomia e voltar nas costas do VW.
A volta de São José dos Campos para casa foi divertida, passamos em um posto de combustível em São José para o caminhão abastecer, onde fizemos um lanche e apreciamos uma centena de pessoas no posto trocando figurinhas da Copa, nunca vi nada igual. Depois o sossego do caminhão VW, confortável, silencioso e o melhor, só apreciando a paisagem. Na próxima viagem à Curitiba, o kit de reparos já está pronto, incluindo o fatídico rotor, além de bobina, platinado e condensador, cabos de velas, bomba de gasolina, correia, etc.

12 comentários:

Sergio Tempo disse...

ve se arruma essa encrenca,não vou socorrer ninguem ,kkkkkkk

EGO's disse...

Carro antigo por mais que seja cuidado as vezes nos prega uma destas! No ano passado indo para o evento do Volks Porsche em Campos do Jordão meu S90 não aguentou a subida da serra...A bobina pifou, sorte que levo o kit: bobina, bomba de gasolina, cabo do acelerador, duas correias, uma vela e um rotor...

gabriel disse...


Afinal o que fez esta belezinha parar. foi falha mecânica mesmo ou pirraça feito menino ruim.

Comandante disse...

Caro mestre Felipe,
Saudações antigomobilísticas. Que bom tê-lo de volta amigo, já sentíamos sua ausência no blog.
Não esqueça de sempre publicar as notícias sobre os 50 anos do PUMA em Curitiba, para facilitar nosso agendamento, lembre-se que estamos a uns 5.000 km de distancia.
Grande abraço,
Heriberto.

Sylvio disse...

Prezado comandante Heriberto,

Olá! Eu entendi direito, você pretende ir ao Encontro Nacional rodando de Puma lá de Natal, RN? Que isso, eu de São Paulo já estou sem coragem...

Comandante disse...

Caro Sylvio,
Saudações antigomobilísticas.
Inicialmente tive esse propósito, inclusive o meu FLECHA LIGEIRA está revisado para tal façanha, mas por compromissos profissionais em datas próximas ao evento vejo que não haverá tempo hábil para uma jornada tão longa e parcelada. Contudo se Deus permitir estarei presente compartilhando com todos esse encontro, nem que seja com fotos da minha fera,.....risos.... Grande abraço. Heriberto.

walter ramos disse...

Grande Felipe:

Wellcome home!!!
Finally you`re with us!
Que houve com o carro?Vc descobriu?
Vc tá bem?
Sua ausencia é sentida pela parcerada, como podes notar.
Continuamos unidos(felizmente)pelas mesmas paixões.
Abraços

Luby disse...

faz parte

Sergio Campos disse...

Crise de abstinência, é isso que acontece com a gente quando voce fica um tempão destes sem postar nada no blog !!! Abs !

Allan Giudice disse...

Acontece! Mas descobriu o que ocasionou a falha? O meu sofreu de algo parecido, falhou até parar. Fiz todas as verificações possiveis e nem mesmo o mecanico no local fez o carro ligar. Na oficina constataram que o distribuidor girou e o carro perdeu e muito o ponto.

Abs

Allan Giudice

Felipe Nicoliello disse...

Sergio, já fiz o kit mecânico para a viagem à Curitiba.

Edson, como mantenho sempre tudo em ordem, levo apenas correia. De agora em diante será diferente.

Gabriel, foi o rotor, que tem um filamento que se rompeu, mas não é visível esse rompimento, só trocando a peça ou colocar um pedaço de papel metálico de maço de cigarros, como fumante inveterado, sempre tenho no bolso, que raiva!

Heriberto, claro. Mas não se esqueça dia 18 e 19 de outubro de 2014.

Walter foi o rotor. Obrigado, só dei um tempo por falta de tempo.

Sergio Campos, prometo voltar ao normal depois da Alemanha ganhar a Copa.

Allan, esse mecânico do local era bem ruim, porque se o distribuidor girar é por algum problema e constatamos mexendo nele, se ele mexer, deu merda, essa peça não pode mexer nada. Isso verifiquei e não era. Infelizmente errei na minha analise, achando que era o condensador e na verdade era o rotor. O condensador não tem solução quebra-galho, mas o rotor sim.

Marcos Gagliardi disse...

Ahá! Não é só o meu que pára! Kkk